DECO: “Quais as novidades na actividade de intermediação de crédito?”

DECO: “Quais as novidades na actividade de intermediação de crédito?”

304
PARTILHE
Intermediários de crédito têm que regularizar o negócio até final do ano (Foto: D.R.)

A DECO responde…

Se hoje decidir comprar um automóvel com recurso a crédito, é possível que nem tenha de sair do stand para obter o empréstimo. Isto porque o vendedor com quem negociar o melhor preço para a sua nova viatura pode, ao mesmo tempo, fazer a intermediação do crédito.

O mesmo acontece em lojas que comercializam produtos como electrodomésticos ou mobiliário, ou até, em agências imobiliárias, onde, além da casa, o cliente pode encontrar soluções de crédito bancário para pagar o imóvel.

A actividade não é nova, mas até há bem pouco tempo, não estava regulamentada. No início deste ano entraram em vigor novas regras que, puseram os intermediários de crédito debaixo da alçada do Banco de Portugal, e os obrigam a regularizar o negócio até final do ano. O período transitório permitiu que quem já desenvolvesse a atividade se adaptasse, mas o tempo para submeter os pedidos de autorização ao Banco de Portugal está a esgotar-se e, quem não o fizer, poderá ficar impedido de exercer esta atividade.

Comentários no Facebook