Eliseu Correia: Matam-nos com esta saúde

Eliseu Correia: Matam-nos com esta saúde

323
PARTILHE
A OPINIÃO de ELISEU CORREIA;
Managing director EC Travel;
eliseucorreia@sapo.pt

Numa altura em que não se ouviu falar mais do hospital central, numa altura em que a nossa população está cada mais envelhecida, numa altura em que os doentes ficam em macas apinhados em verdadeiras valas comuns nos hospitais, numa altura em que ficamos horas a fio à espera de consultas, numa altura que em que a lista de espera para cirurgias é infindável, numa altura em que já não conseguimos dar resposta às solicitações de apoios de saúde no pico turístico, numa altura em que os nossos serviços de saúde estão de rastos, tal como os seus profissionais, que são mal e porcamente remunerados, o Governo decidiu cortar em cerca de 19 milhões os apoios à Saúde para o Algarve em 2019.

Espero eu, e esperam todos os algarvios, que todos aqueles que de forma tão célere conseguiram em uníssono aprovar as ditas taxas turísticas, que agora também nesta situação que mata a prestações os nossos pais, filhos, avós, homens e mulheres, agora se insurjam e que se cheguem à frente para, pelo menos publicamente, manifestar o seu repúdio contra esta barbárie que se está a cometer à nossa região.

Já sabemos que somos carne para canhão aqui nesta região, já sabemos que o que se precisa nunca chega aqui abaixo, já sabemos que os turistas não votam e politicamente somos inexistentes, mas também sabemos que não somos nem burros nem estúpidos e que um dia nos vamos fartar de ser os sacos de quem manda e sabemos, de certeza, que queremos viver e não sobreviver.

Somos gente. Somos gente boa. Somos algarvios! Tratem-nos com o respeito que nós merecemos!

Facebook Comments

Comentários no Facebook