PLATIBANDA pelo olhar de Filipe da Palma

PLATIBANDA pelo olhar de Filipe da Palma

359
PARTILHE

Foto de Filipe da Palma (D.R.)

“Para que exista património reconhecível, é preciso que ele possa ser gerado, que uma sociedade se veja o espelho de si mesma, que considere seus locais, seus objectos, seus monumentos reflexos inteligíveis de sua história e sua cultura”.

  • JEUDY, Henri-Pierre. Espelho das Cidades. Tradução Rejane Janowitzer. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2005.
Filipe da Palma – Nascido em 1971,é natural de São Brás de Alportel

Em colaboração com o jornal POSTAL do ALGARVE, Filipe da Palma publica semanalmente imagens de e sobre o Algarve, que juntamente com pequenas frases e ou parágrafos, espoletem a reflexão acerca do território, acerca da Região.

Ser existente e fotógrafo

«… tirar fotografias serve um propósito elevado: revelar uma verdade escondida, conservar um passado que desaparece. Mais ainda, a verdade escondida é frequentemente identificada com o passado que desaparece.»

  • Susan Sontag in Ensaios sobre fotografia.
Facebook Comments

Comentários no Facebook