Ainda vale a pena vacinar-se contra a gripe!

Ainda vale a pena vacinar-se contra a gripe!

373
PARTILHE
A vacinação contra a gripe pode ser efectuada ao longo de toda a época gripal (Foto: D.R.)

A vacinação contra a gripe pode ser efectuada ao longo de toda a época gripal, apesar de preferencialmente ser indicada até ao final do mês de Dezembro. Se não se vacinou e pertence a um dos grupos para os quais a vacina é gratuita, ainda poderá agendar a vacinação na sua unidade de saúde, recomenda a Administração Regional de Saúde do Algarve Algarve.

A actividade gripal já se iniciou, mas como a vacina contra a gripe começa a fazer efeito uma a duas semanas após a sua administração, ainda pode conferir protecção contra a gripe e suas complicações até ao final da época gripal.

Ao vacinarem-se contra a gripe, os profissionais de saúde ou outros profissionais que contactam com doentes e pessoas mais vulneráveis, protegem-se e protegem igualmente aqueles com quem contactam.

As pessoas com 65 ou mais anos de idade e as que sofrem de doença crónica são mais vulneráveis, pelo que a vacinação é a melhor prevenção para evitar complicações da gripe como a pneumonia, reduzir o risco de descompensação/agravamento da doença crónica, assim como o risco de hospitalização e de admissão em Unidades de Cuidados Intensivos.

Para vacinar-se gratuitamente contra a gripe basta dirigir-se ao Centro de Saúde da sua área de residência, não sendo necessária receita médica ou pagamento de taxa moderadora.

Caso tenha uma constipação ou uma gripe, lembre-se que são infecções respiratórias muito contagiosas.

Para evitar a sua propagação siga as recomendações da etiqueta respiratória (tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou o braço) e da lavagem frequente das mãos.

A ARS do Algarve aconselha que “no caso de sentir os primeiros sintomas de gripe, como tosse, dores de cabeça, febre, mal-estar e dores musculares, deverá contactar, em primeiro lugar, o Centro de Contacto SNS 24 (808 24 24 24) que o encaminhará para o serviço de saúde mais adequado, ou deverá recorrer à sua unidade de saúde”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook