Loulé: Exposição de pintura de Gerda Gritzka

Loulé: Exposição de pintura de Gerda Gritzka

187
PARTILHE
Gerda Gritzka (Foto: D.R)

A Fundação Manuel Viegas Guerreiro (FMVG) inaugura no dia 29 de Janeiro a exposição de pintura “Reminiscência em cor: Pintura a aguarela | 1996-2009”, da autoria de Gerda Gritzka. O evento realiza-se pelas 15:00h na Fundação Manuel Viegas Guerreiro, em Querença, no concelho de Loulé.

Querença foi porta de entrada em Portugal para a artista alemã, residente no Algarve desde 1996, e aquele que é hoje o escritório da FMVG, a sua primeira casa.

Vinte e três anos depois, revela o seu olhar sobre a pitoresca aldeia do interior de Loulé através da técnica de aguarela. A luz e a cor de Querença são ainda uma marca profunda na vida de Gerda: “O meu primeiro encontro com Portugal foi em Querença. Um maravilhoso encontro, um deslumbrante contraste entre a grande cidade de Munique com o céu cinzento, os grandes edifícios, o trânsito e o ar poluído das indústrias.
Querença com a sua luz, a sua cor, a sua ligação à natureza, as suas casas brancas, as ruas onde se pode caminhar tranquilamente, as ribeiras e cascatas com a sua água límpida, a praça da igreja, local de encontro, onde se dança. Portugal tornou-se a minha pátria de eleição.”

No dia 21 de Março, Gerda Gritzka regressa a Querença para uma sessão de pintura ao vivo, com espectáculo de pantomimiC-Art, por Isabelle & Violaine Roussies, assinalando deste forma a chegada da Primavera à aldeia.

A acção é complementar à Oficina dos Sentidos, ateliers de pintura dinamizados desde 2017 junto da população residente (nacional e estrangeira), numa parceria com a formadora Dulce Margarido e a União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim.

A exposição Reminiscência em cor poderá ser visitada entre 29 de Janeiro e 29 de Março, de 2.ª a 6.ª Feira das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h00, no edifício principal da FMVG.
A entrada é gratuita.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook