Avança segunda fase do passeio costeiro que liga Quarteira a Vilamoura

Avança segunda fase do passeio costeiro que liga Quarteira a Vilamoura

351
PARTILHE
Os trabalhos, que avançam nos próximos dias, terão um prazo de execução de mais de um ano (Foto de arquivo: D.R.)

A segunda fase do passeio costeiro que liga Quarteira a Vilamoura, no concelho de Loulé, um investimento que ronda os 2,6 milhões de euros, vai avançar após a consignação da obra, esta segunda-feira, 18 de Fevereiro, formalizada.

Os trabalhos, que avançam nos próximos dias, terão um prazo de execução de mais de um ano (420 dias), prevendo-se que sejam interrompidos nos meses de Julho e Agosto, para evitar transtornos no pico da época alta, disse o presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo.

O chamado Passeio das Dunas vai agora ser continuado para poente, até à Marina de Vilamoura, o que corresponde à segunda fase da obra inaugurada em 2016 e que permitiu, onde antes existia um bairro degradado, criar uma área com mais de 17 hectares, à beira-mar, com espaços verdes e de lazer.

“Com esta segunda fase do Passeio das Dunas fica concluída a maior parte da intervenção que está prevista para aquela faixa litoral que liga Quarteira a Vilamoura, mas não fica concluída a intervenção planeada desde 2001”, sublinhou Vítor Aleixo aos jornalistas, à margem da assinatura do auto de consignação da empreitada.

O autarca classificou esta como sendo uma obra “muito importante” para o concelho, que segue uma filosofia de “requalificação do espaço público com valores ambientais” e que nesta segunda fase vai entrar numa parte mais urbanizada, “mas carenciada de ordenamento e embelezamento”.

A empreitada irá criar zonas verdes e de lazer

A empreitada, que irá criar zonas verdes e de lazer, com espaço para ciclistas, peões e para praticar exercício físico, poderá criar alguns constrangimentos, sobretudo a quem usa aquelas praias e aos concessionários, razão pela qual haverá uma interrupção nos meses de Julho e Agosto, acrescentou.

A terceira fase do projeto, que corresponde à extensão do Passeio das Dunas para Quarteira (ou seja, para nascente), inclui uma intervenção no Largo das Cortes Reais, onde está o atual mercado do peixe e da fruta, e a construção de um novo edifício para os mercados.

De acordo com Vítor Aleixo, no caso do mercado municipal o projecto “está concluído”, estando neste momento a proceder-se a uma avaliação de impacto ambiental, que assim que estiver terminada permitirá lançar o concurso para a obra.

No que respeita ao Largo das Cortes Reais, o projecto está ainda em execução, sendo que esta será a última intervenção no terreno, concluiu.

Facebook Comments

Comentários no Facebook