Congresso de Medicina Natural dedicado às doenças respiratórias

Congresso de Medicina Natural dedicado às doenças respiratórias [fotogaleria]

764
PARTILHE

O que é o congresso de medicina natural?

O Congresso de Medicina Natural é um evento onde se aborda um tema geral específico e um subtema. É, portanto, uma iniciativa onde se juntam profissionais tanto para assistir como para participar, e até pessoas a título individual para aprender e divulgar temáticas que se relacionem com a medicina natural. Muitas vezes estão associadas ao tema do congresso e procuram soluções para resolver os seus próprios problemas.

Neste congresso em concreto foram abordadas as doenças respiratórias e, mais concretamente, a problemática da asma.
O IV Congresso de Medicina Natural do Algarve teve lugar no passado Sábado, 2 de Fevereiro, entre as 9:30 e as 19:30 horas, no auditório do Edifício Municipal – Lagos Séc. XXI. Este evento contou com a participação de oradores nacionais e internacionais, e foi organizado pela ESMET- Escola de Medicinas Tradicionais e pela Associação Lagoriente.

O jornal POSTAL falou com Luisa Almeida e David Franco, que participaram no evento, “fomos os patrocinadores do congresso, através da Delterre. Representámos os laboratórios dos quais somos representantes em Portugal – Quinton- em que os produtos estão em fase de regulamentação, mas este ano já estarão disponíveis para venda. São produtos à base de água do mar cuja matéria-prima é recolhida em pontos específicos do Oceano, ricos em fitoplâncton, microfiltrada a frio – do laboratório Quinton. Representámos também outro laboratório francês, cujos suplementos foram criados por um professor de Luísa Almeida, Robert Masson e já se encontram disponíveis em www.delterre.pt“, afirmam.

“No congresso apresentámos os produtos da Quinton, sprays nasais, que se podem utilizar em várias partes do corpo como é o caso dos olhos. Temos ampolas bebíveis que também são convertidas em sprays”, explicam.

Quanto aos sprays, mencionaram “que a embalagem é bastante fiável porque não está em contacto com mais nada, a não ser com o saco esterilizado que o protege”.

Esta é a segunda vez que o jovem casal participa no congresso de medicina natural. Na primeira vez, Luísa Almeida participou como palestrante e abordou a temática da terapia sacrocraniana. Neste quarto congresso participaram como patrocinadores.

O evento teve uma forte adesão e estima-se que tenha tido cerca de 180 participantes, repartidos ao longo do dia.
Durante o dia foram ministradas várias palestras que abordaram os mais variados temas, como é o caso do tratamento da alergia através da água do mar ou a medicina tradicional chinesa.

Segundo os patrocinadores, “o congresso é sempre uma oportunidade de travar conhecimento com profissionais. Nós pertencemos a um blogue clínico que se chama osmose.com.pt, e com o congresso tivemos oportunidade de estar em contacto com profissionais de várias áreas do país, de conhecer grande parte deles pessoalmente e de debater ideias”.

David Franco contou ao POSTAL que no congresso “estiveram dois médicos palestrantes espanhóis que já trabalham com os produtos Quinton há mais de 30 de anos e que a sua utilização é já uma prática comum”.

Segundo os impulsionadores destes produtos, “é o único a nível mundial com este processo de fabrico, sendo que o processo é patenteado. Não há mais ninguém que o faça igual. Daí ter os resultados que tem, tanto a nível respiratório, cutâneo, osteoarticular, digestivo, ginecológico, urogenital, entre outras áreas”.

Sublinhou ainda que “conhecemos estes produtos na formação adquirida por Luisa Almeida em naturopatia, em França. Posteriormente, entrámos em contacto com o produtor em Espanha e achámos que podíamos começar a utilizá-los nas formas de tratamento. A barreira era o facto destes não serem comercializados em Portugal. Então juntámos o útil ao agradável e tornámo-nos representantes”.

“Estamos contentes por ter sido possível participar activamente num congresso que oferece muita qualidade e agradecemos ao Dr. Victor Varela pela confiança depositada. Ficámos felizes pela adesão das pessoas e sobretudo por quererem saber mais e experimentar. E assim foi, experimentaram nos olhos e no rosto, e o descongestionamento foi imediato”, concluiu o casal.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook