Espaços físicos das bibliotecas públicas do Algarve

Espaços físicos das bibliotecas públicas do Algarve

453
PARTILHE
Auditório da Biblioteca Municipal de Faro (Fotos: D.R.)

Sejam bibliotecas setoriais compostas por vários espaços físicos independentes, logo exigindo mais recursos humanos, ou bibliotecas constituídas em open space, funcionando num espaço físico amplo e aberto, consumindo, todavia, menos recursos, as bibliotecas, consoante a sua tipologia, oferecem determinados serviços em função do público que servem. Esses serviços existem nas bibliotecas públicas em espaços físicos diferenciados por idade e tipo de documento, com atendimento personalizado e especializado.

Numa rede de bibliotecas da mesma região, que envolve bibliotecas públicas e do ensino superior, constituída para a partilha e rentabilização de recursos bem como para a cooperação e desenvolvimento de projetos conjuntos, os espaços físicos das bibliotecas públicas do Algarve são de uma forma geral comuns, tendo em conta os vários tipos de leitores que cada uma delas têm como target ou público-alvo, as suas necessidades, missão e objetivos.

Deste modo, todas elas possuem um espaço físico formal ou informal para a realização da hora do conto, uma ludoteca e/ou ecoteca (espaço para desenvolvimento de atividades do serviço educativo), uma bebéteca (onde se desenvolvem competências em crianças dos 0 aos 5 anos), um auditório ou uma sala polivalente para a realização de eventos culturais, atividades de animação ou exposições. A existência de um bar/cafetaria costuma também ser comum, em algumas bibliotecas públicas.

Bebéteca da Biblioteca Municipal de Faro

Espaços físicos distintos tanto para o público adulto como para o público infantil/juvenil, com temáticas e polos de interesse específicos para cada um também podem ser encontrados. A existência de computadores ou de terminais de rede, para todos os utilizadores, é usual e faz parte do livre acesso às tecnologias de informação e comunicação. Os audiovisuais, aparecem umas vezes com um espaço próprio, outras vezes são simplesmente integrados numa sala com acesso à internet, livros e materiais de outros suportes.

É no átrio de todas as bibliotecas públicas onde habitualmente se fazem destaques, comemoram efemérides ou se realizam exposições. Nesse espaço físico, também denominado market ou mercado, costuma existir um balcão de empréstimos/atendimento/informações, que faz o acolhimento dos leitores, processa empréstimos e devoluções e presta o serviço de informação à comunidade.

Renato Mourão Silva
(Biblioteca Municipal António Ramos Rosa – Faro)

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook