Música Já: o concurso que vai dar palco aos jovens algarvios

Música Já: o concurso que vai dar palco aos jovens algarvios

227
PARTILHE
Ana Narciso, Afonso Dias, Pedro Ornelas, Custódio Moreno, Paulo Santos, Filipe Cabeçadas e André Pereira (da esq. para dir.) são os representantes do concurso Música Já (Foto: Stefanie Palma/ Postal D.R.)

Se tens entre 14 e 30 anos, és residente no Algarve e não tens qualquer contrato discográfico então este concurso é para ti!

A música é um dos meios de expressão mais completos e inspiradores e que permite aos artistas desenvolver a sua criatividade e espírito crítico.

O concurso Música Já – concurso de música moderna IPDJ 2019 –  pretende incentivar os jovens músicos, dando-lhes palco e criando condições para o seu crescimento. Esta é uma iniciativa da Direcção Regional do Algarve do Instituto Português de Desporto e Juventude, em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Faro, a Etic_Algarve, a Fnac Portugal, a Associação Académica da Universidade do Algarve, a Rua FM e o Núcleo de Faro da Associação José Afonso. A produção está a cargo da Mentecapta-Produções Áudio.

O concurso Música Já foi apresentado na sede do IPDJ, em Faro. (Foto: Stefanie Palma / POSTAL D.R.)

O jornal POSTAL do Algarve esteve na conferência de imprensa de apresentação deste projecto e falou com os elementos organizadores.

Custódio Moreno, director regional do IPDJ, sublinhou a importância deste evento, “nós não trabalhamos para os jovens, trabalhamos com os jovens que é completamente diferente. A ideia é exactamente essa. Quero dizer que foi fácil montar esta parceria. Pessoalmente tenho uma grande expectativa que durante o período de inscrições vamos receber algumas dezenas de candidaturas”.

Sublinhou ainda que “a ideia é estender esta iniciativa ao Algarve já na próxima edição que se vai realizar no próximo ano. Gostávamos de alargar este projecto a todo o barlavento, sotavento e Loulevento, como costumamos dizer”.

Ao Música Já podem concorrer projectos musicais cujos elementos sejam residentes no Algarve, tenham entre 14 e 30 anos e que não tenham qualquer contrato discográfico. As inscrições para o Música Já decorrem entre 1 e 24 de Março de 2019, devendo para o efeito os candidatos enviar para faro@ipdj.pt 2 temas, em formato mp3, com duração não superior a 10 minutos, assim como o formulário de inscrição, disponível em www.juventude.gov.pt, a partir do dia 1 de Março.

Cada projecto musical deverá inscrever-se com dois temas que deverão ser da autoria dos candidatos, tanto na letra como na música (Foto: Stefanie Palma / POSTAL D.R.)

Paulo Santos, vice-presidente da Câmara Municipal de Faro, reforçou o facto de “a Câmara de Faro não podia de deixar de se associar até porque está na matriz do nosso trabalho dar palco aos jovens e trabalharmos em conjunto, nomeadamente, no que diz respeito à música portuguesa. Temos um foco muito grande na nossa actividade que é o facto de dar palco e promover”.

Referiu ainda que “é importante haver uma menção que à partida garanta um palco que é importante como passar por uma receção ao caloiro ou passar pelo Festival F. No que diz respeito ao Festival F continuamos fiés àquilo que foi a génese do concurso. Nós todos os anos sentimos que faz sentido o festival F ser exclusivamente para artistas portugueses, com uma ou outra pequena variação”.

Embora uma das directrizes do concurso seja celebrar a vida, obra e inspiração de Zeca Afonso, não existe uma obrigatoriedade dos projectos a concurso terem de reinterpretar um tema do artista.

Dos projectos musicais a concurso serão seleccionados oito trabalhos que irão actuar nas duas eliminatórias nos dias 12 e 13 de Abril e que serão avaliados por um júri que valorizará a criatividade, a técnica, a performance em palco, assim como a originalidade e o conteúdo lírico e musical, apurando três projectos que vão disputar a final no dia 27 de Abril, na Direcção Regional do IPDJ, em Faro. A selecção dos projectos será feita por elementos da Mentecapta-Produções.

Dos projectos musicais a concurso serão selecionados oito projectos que irão actuar nas duas eliminatórias (Foto: Stefanie Palma / Postal D.R.)

A Etic_Algarve foi responsável pela criação da imagem do concurso Música JÁ.

Filipe Cabeçadas, falou ao POSTAL enquanto membro da Mentecapto, “eu, o Francisco Aragão e o Miguel Santos desenvolvemos esta ideia em conversa e considerámos que fazia sentido tentar trazer de volta um projecto que foi muito importante nos anos 90 para o Algarve. Nós estávamos sintonizados com o IPDJ e as primeiras reuniões começaram e tínhamos um grupo de trabalho formado para voltar a colocar este projecto activo com um espírito muito semelhante que é o de criar esta plataforma para os novos criadores, novos autores”.

Acrescentou ainda o facto de” este não ser só um concurso de bandas. Como podem ver é um concurso de música moderna, e tudo o que é música moderna encaixa-se neste chapéu. Aqui a criatividade não tem limites, não há imposições de géneros musicais”.

Os prémios do Música Já contemplam a apresentação ao público no Festival F 2019, a passagem pela receção ao caloiro da AUalg, um showcase na Fnac, uma gravação de um EP, a produção de um vídeoclipe, assim como a inclusão de um tema na programação diária da Rua FM. Vai ainda ser dado um cheque formação pela Etic_Algarve.

As inscrições para o concurso Música Já decorrem entre 1 e 24 de Março (Foto: Stefanie Palma / POSTAL D.R.)

Segundo Pedro Ornelas, presidente da Associação Académica da Universidade do Algarve, “vivemos numa sociedade que limita muitas vezes a capacidade, o crescimento de muitos jovens. Este projecto permite dar a conhecer não só a Faro, mas à região do Algarve a qualidade artística existente. Não falo apenas do nosso meio universitário mas, sim, de uma forma geral.”

“A Associação Académica não podia estar fora deste projecto e, portanto, optámos por diferenciar aqui os prémios e dar a conhecer também a quem entra no ensino superior os talentos que estão em Faro, os talentos que estão na região do Algarve na recepção ao caloiro. Muito mais do que monetários estes prémios são de dignificação para quem concorre”, acrescentou.

André Pereira, membro da Etic_Algarve, mencionou o facto de “a Etic Algarve ter surgido precisamente porque em Lisboa havia muita massa criativa vinda do Algarve. Ao longo do tempo fui percebendo que existiam nas várias localidades no Algarve concursos que estão relacionados com este tipo de situação mas  que acontecem muitas vezes à porta fechada, no seio privado. Aqui o que está a acontecer é efectivamente abrir o leque de oportunidades a todo o público que existe e que tem todo o interesse”.

Por sua vez, Ana Narciso, em representação da Fnac Faro explicitou que “a Fnac Faro desde a sua abertura em 2014, já realizou mais de 1000 eventos para a cidade de Faro. Aceitámos este convite e muito nos honra estar presentes neste concurso com estes maravilhosos parceiros que é mais uma prova de que todos juntos somos muito mais fortes, conseguimos mudar a vida de muitos jovens e se calhar realizar o sonho de alguns. E nós estamos cá para apoiar este tipo de iniciativas que são fundamentais para a nossa sociedade, para a nossa cidade de Faro.”

Um dos objectivos deste concurso é promover o talento algarvio (Foto: Stefanie Palma / Postal D.R.)

Já Fulvia Almeida, membro da Rádio Universitária do Algarve, disse que “nós damos muito valor ao talento que nasce aqui nesta região e não podia ser de outra maneira. Se estamos no Algarve temos de ajudar a desenvolver a criatividade, a cultura da nossa região e levar os jovens a sonhar mais alto, a chegar mais longe. Fico feliz com este Música Já e que seja um Já para sempre. Espero que as edições continuem, continuem e no que diz respeito à Rua FM as portas estão sempre abertas”.

O Música Já integrará as comemorações do 25 de Abril, promovidas pela Câmara Municipal de Faro, homenageando um dos maior cantores e compositores da música portuguesa, Zeca Afonso.

No dia da final do concurso enquanto é aguardada a decisão final vai haver um concerto de homenagem a Zeca Afonso, onde será feita uma viagem pela obra deste artista que marcou gerações.

As entidades parceiras estão a trabalhar em conjunto para que este concurso seja uma referência na região (Foto: Stefanie Palma / POSTAL D.R)

Afonso Dias, membro do núcleo de Faro da associação José Afonso, referiu que “é uma honra e uma obrigação a associação José Afonso estar associada e este projecto desde logo porque envolve jovens e o nome de Zeca Afonso. A associação Zeca Afonso formou-se em 1987 depois dele ter morrido com o propósito de honrar a sua memória e manter vivo o seu legado, quer artístico, quer de cidadania. O Zeca foi professor durante dez anos, e desses dez, seis deles foram no Algarve e cinco em Faro. É perfeitamente justo que o Zeca seja de algum modo patrono da iniciativa”.

O júri do concurso será composto por um elemento de cada um das entidades parceiras: Direcção Regional do IPDJ, Mentecapta Produções Audio, Rádio Universitária do Algarve, Etic_Algarve e Fnac Portugal.

Se achas que cumpres todos os requisitos e a paixão pela música é algo que marca a tua vida não deixes escapar esta oportunidade de mostrar o teu trabalho e o teu valor artístico.

A cidade de Faro e o Algarve estão à tua procura. Porque o sonho comanda a vida e se queremos ter resultados diferentes temos de agir também de forma diferenciadora.

A tua oportunidade, tal como indica o nome do concurso é JÁ, portanto já sabes: Arrisca!

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook