De pequenino é que se torce o pepino… o pepino que dá...

De pequenino é que se torce o pepino… o pepino que dá saúde à mesa

640
PARTILHE

 

 

A OPINIÃO de BEJA SANTOS;
Assessor do Instituto de Defesa do Consumidor;
Consultor do POSTAL

A brochura “Alimentação em Idade Escolar, Guia prático para educadores”, preparada pela Direção-Geral do Consumidor e pela Associação Portuguesa dos Nutricionistas disponibiliza orientações úteis sobre o modo como a escola, através dos educadores de infância, dos professores, dos responsáveis pelos estabelecimentos de ensino e de todo o pessoal que neles trabalha, podem complementar o papel dos pais na educação alimentar.

Parece desnecessário falar muito mais sobre a importância do tema, pois ninguém ignora que na idade escolar um regime alimentar equilibrado é um dos fatores determinantes para o normal crescimento, desenvolvimento e promoção da saúde, um regime alimentar suscetível de prevenir as doenças que aparecem associadas à má alimentação, das quais a mais conhecida é a obesidade.

Esse regime alimentar que dá saúde e faz crescer deve atender ao que propõe a Roda dos Alimentos: uma alimentação completa (comer alimentos de cada grupo e beber água diariamente); equilibrada (comer maior quantidade de alimentos pertencentes aos grupos de maior dimensão e menor quantidade dos que se encontram nos grupos de menor dimensão); e variada (comer alimentos diferentes dentro de cada grupo, variando diariamente, semanalmente e nas diferentes épocas do ano). Dito de outra maneira, há que explorar as potencialidades que oferecem os grupos dos cereais e seus derivados e tubérculos, dos hortícolas, da fruta, dos laticínios, das carnes, pescados e ovos, das leguminosas, das gorduras e óleos e da água; ter refeições a horas certas, não saltando nenhuma; e igualmente saber que a aliada de uma alimentação saudável é a prática regular de atividade física.

A criança deve aprender a valorizar a água, a saber que ela é imprescindível ao nosso organismo para inúmeras funções, como o transporte e a absorção dos nutrientes, as reações que acontecem dentro do organismo, para o bom funcionamento do cérebro, dos intestinos e dos rins, entre muitas outras. Na fase de crescimento, a ingestão diária de água não deve ser descurada, devendo beber-se cerca de um litro e meio por dia. É a bebida de eleição e quem educa deve explicar como são indesejáveis refrigerantes, águas aromatizadas e bebidas energéticas e desportivas, todo aquele açúcar pode afetar a vida saudável. Foi preparado um decálogo que vale a pena reter: começar sempre o dia com um pequeno-almoço equilibrado e saudável; fazer cerca de cinco a seis refeições por dia; comer pelo menos 3 peças de fruta por dia; iniciar sempre o almoço e o jantar com um prato de sopa de legumes e/ou hortaliças; mastigar os alimentos devagar e num ambiente calmo; evitar o consumo de produtos açucarados e com muita gordura, caso das batatas fritas, pizzas e cachorros; utilizar uma baixa quantidade de sal, privilegiando o uso de ervas aromáticas; beber diariamente pelo menos um litro e meio de água.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook