Município de Lagos apoia projetos de intervenção em meio escolar

Município de Lagos apoia projetos de intervenção em meio escolar

241
PARTILHE
O objetivo do executivo lacobrigense é sensibilizar os jovens e os agentes educativos sobre os temas em análise (Foto de arquivo: D.R.)

A promoção da literacia do oceano e a área comportamental são as vertentes em que se pretende intervir em meio escolar através das propostas de estabelecimento de parceria aprovadas na última reunião do executivo municipal lacobrigense, que se realizou no passado dia 6 de março.

Escola Azul é um programa criado pelo Ministério do Mar / Direção-Geral da Política do Mar que pretende enquadrar a literacia do oceano na agenda educativa nacional, incentivando e orientando as escolas portuguesas a promover projetos estruturados e transversais, em parceria com os diferentes atores do setor do mar (economia, turismo, desporto, ciência, tecnologia, entre outros).

Criar laços entre a escola e a comunidade local em torno do tema do oceano, fomentar a comunicação entre as diferentes instituições com papel ativo na educação marinha e valorizar as profissões em áreas emergentes ligadas à economia do mar, são também objetivos deste programa a que o Município de Lagos decidiu aderir, incluindo o mesmo na sua oferta educativa e comprometendo-se a promover a interlocução com a comunidade escolar do concelho, assim como a apoiar logisticamente as atividades e deslocações que venham a ser promovidas neste âmbito.

O Centro Ciência Viva de Lagos é outro dos parceiros deste programa.

Intervir em contexto escolar para sensibilizar os jovens e agentes educativos sobre temáticas diagnosticadas como relevantes, contribuindo para a prevenção de fenómenos como o bullying e comportamentos de risco relacionados com a violência entre pares, a sexualidade e o consumo de substâncias, entre outros, é o objetivo do projeto “Na Primeira Pessoa”, promovido pela Associação Juvenil Sê Mais Sê Melhor – associação para a promoção do potencial humano, a que a Câmara Municipal de Lagos declarou também o seu apoio.

Para o efeito serão utilizadas metodologias de educação não-formal, com intervenção nas mais variadas áreas do comportamento, relação interpessoal, auto-imagem e sistema de valores, em torno de quatro grandes eixos temáticos: “Eu Consigo” (prevenção e intervenção em comportamentos desviantes); “Eu Respeito” (promoção de valores e competências Sociais);“Eu Sou” (promoção do bem-estar e autoconhecimento); e “Eu Sei” (motivação para o estudo).

Este projeto enquadra-se no programa que a Associação Juvenil Sê Mais Sê Melhor pretende candidatar ao PAJ – Programa de Apoio Juvenil do Instituto Português do Desporto e da Juventude.

(SP/ HF)

Facebook Comments

Comentários no Facebook