Vitor Raposo: o artista que embeleza as praias de Albufeira

Vitor Raposo: o artista que embeleza as praias de Albufeira [fotogaleria]

1491
PARTILHE

Vítor Raposo tem surpreendido todos os moradores e visitantes de Albufeira. Os seus trabalhos na areia despertam a curiosidade de todos aqueles que pisam o areal e não deixam ninguém
indiferente.

O POSTAL foi descobrir um pouco mais sobre este criador artístico.

“Sou um apaixonado pelo mar, pela natureza e pelo ambiente em geral”

“Esta ideia surgiu porque sou um apaixonado pelo mar, pela natureza e pelo ambiente em geral. Em Setembro comecei com uns rabiscos na areia e a partir daí foi sempre evoluindo, chegando ao ponto em que está agora”, disse ao POSTAL Vítor Raposo.

Vítor Raposo não tem nenhuma ligação à área artística, no entanto a ideia surgiu quase a título de brincadeira. O artista contou ao POSTAL que “a ideia surgiu através da internet. Foi através do instagram que vi colegas meus estrangeiros que faziam não a mesma coisa, mas coisas dentro desta área e depois a partir daí inspirei-me e experimentei tentar fazer para ver se gostava. Fiz, gostei e foi evoluindo. Comecei com isto em Setembro e já lá vão seis, sete meses”.

Vítor Raposo utiliza material de jardim para trabalhar na areia

Vítor Raposo utiliza um cabo normal de madeira e material de jardim para trabalhar na praia. Começou com estes trabalhos na Praia Maria Luísa, tendo já feito desenhos no Carvoeiro, Praia da Coelha e outras praias do concelho de Albufeira. O artista nunca está sozinho na execução destes trabalhos, pois tem sempre consigo a Pipoca, a sua cadela e eterna companheira.

Quanto às praias que escolhe referiu que “a principal característica é a qualidade da areia, ou seja, a areia tem de estar compactada para ao passar o rodo ficar bem visível e sobressair. Há muitas praias que no concelho de Albufeira não têm qualidade no que diz respeito à areia para o trabalho ficar visível.
Com uma areia muito grossa, o rodo passa e não fica visível. Aqui, nesta praia, a areia é muito fina e compactada e ao passar os instrumentos de trabalho escurece os desenhos”.

O artista é natural da Mina de São Domingos

O artista é natural da Mina de São Domingos, no Alentejo, mas reside no Barreiro desde os 18 anos.
Na sua terra natal admite que já fez “na Praia Clube Naval do Barreiro só uns rabiscos para ver como era. Dá para fazer mas não é a mesma coisa porque a areia é muito clara e não tem o impacto, nem a altura suficiente para depois tirar as fotos. Isto é bonito fazendo o desenho, subindo as falésias para ter um bom ângulo de cobertura e assim podermos desfrutar do que fazemos”.

O POSTAL perguntou ao criador o porquê de escolher Albufeira para desenvolver os seus trabalhos e o desenhador explicou que “vim cá passar o Natal, tenho familiares em Albufeira. Estou desempregado há quatro anos e como tal venho cá passar o Natal, passar a Páscoa, passar as férias de verão e fico dois, três meses e quase todos os dias trabalho consoante as marés. Eu trabalhava na área da iluminação, numa empresa que é completamente o oposto desta área. Eu comecei com as mariolas que são as pirâmides em pedra na Praia Maria Luísa e no ano passado surgiu esta ideia”.

“Não tenho uma área específica no desenho”

Quanto aos seus trabalhos revelou ao POSTAL que não tem “uma área específica. Tenho colegas meus no estrangeiro e em Portugal que trabalham especificamente em mandalas, em formas geométricas, em formas geométricas e mandalas. Eu faço um misto. Não tenho uma área específica no desenho. Gosto de variar, de fazer vários tipos de desenhos, desde folhas, rabiscos, triângulos, tudo e mais alguma coisa”.

Os desenhos de Vítor Raposo têm tido um enorme sucesso e o artista é cada vez mais conhecido em Portugal e no estrangeiro. “Comecei com estes trabalhos em Setembro com algum impacto e agora nestes meses de janeiro e fevereiro foi o boom completo. Nunca pensei que chegasse a este ponto. Isto começou como uma brincadeira e tomou umas proporções gigantescas, mesmo a nível mundial, porque isto passa na internet, instagram e facebook. Já sou conhecido na rua e tudo. E no concelho de Albufeira quando faço trabalhos costumo escrever o meu nome, o nome da praia e Albufeira”.

“Eu faço isto como um hobbie, com amor à Maria Luísa e a Albufeira”

O POSTAL perguntou a Vítor Raposo se se imaginava a fazer isto de forma permanente e o desenhador disse: “não, não passa por aí. Faço apenas isto por lazer, por amor ao mar, à natureza e ao ambiente. Ainda hoje estava a fazer uns desenhos e vieram umas francesas oferecer-me dinheiro e eu não aceitei porque disse que isto é apenas uma paixão. As pessoas pensam que é para ganhar dinheiro, há muita gente que o faz, cada um sabe de si. Eu faço-o como um hobbie, com amor à Maria Luísa e a Albufeira”.

Salientou ainda que “tenho família em Albufeira e a primeira vez que vim cá fiquei encantado com o cenário fantástico da baía, das arribas. Gosto do Algarve todo, desde Vila Real de Santo António até Sagres.
Também aprecio a própria Costa Vicentina. Gosto do país todo mas o Algarve tem esta particularidade e a Praia Maria Luísa é o meu sítio de eleição.

A minha ideia é deixar as minhas marcas por todas as praia do Algarve, aquelas onde for possível trabalhar. Assim, vou tentar dar um pouco mais de brilho às praias. Elas já têm brilho e bastante mas vou tentar embelezá-las um pouco mais. Considero que as praias do Algarve são detentoras de muita beleza mas se conseguir dar mais um toque àquilo que já existe fico feliz, e fico muito satisfeito pelo facto de as pessoas gostarem daquilo que eu faço”.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook