DECO: “Como saber se o meu PPR tem uma rentabilidade interessante?”

DECO: “Como saber se o meu PPR tem uma rentabilidade interessante?”

366
PARTILHE
99% dos PPR não oferece a melhor rentabilidade do mercado (Foto: D.R.)

A DECO responde…

A probabilidade de estar a apostar num Plano de Poupança-Reforma (PPR) pouco atrativo para criar um bom complemento de reforma é grande. A conclusão dos nossos especialistas é de que 99% dos PPR não oferece a melhor rentabilidade do mercado.

O caricato é que muitos destes investidores, a grande maioria porventura, nem sequer o sabe, porque desconhece o rendimento do seu produto e nunca o pôs lado a lado com outros PPR, eventualmente mais rentáveis.

Nos últimos cinco anos – período que permite uma análise mais consistente da rentabilidade –, os fundos PPR (sem capital garantido, mas com maior potencial de valorização) ganharam, em média, 0,9%, mas a nossa Escolha Acertada obteve 6,7% ao ano.

Não é só o rendimento que varia consoante o PPR, os valores das comissões cobradas pelas entidades gestoras – subscrição, gestão e depósito e resgate – também dependem do produto, pelo que é fundamente escolher um produto que não tenha uma estruturas de custos muito pesada.

Para saber se o seu PPR apresenta uma rentabilidade interessante, consulte o site www.ganhemaisnoppr.pt e ponha-o à prova. Esta ferramenta permite comparar o rendimento dos últimos três anos dos quase 700 PPR existentes no mercado, sob a forma de fundo e seguro.

Com o resultado da simulação, fica a conhecer o rendimento do seu PPR e das melhores propostas de fundos e seguros PPR, e também deve ou não transferir.

Para transferir o seu PPR, clique em “Saiba como transferir”. A partir desse momento, é redirecionado para o site da entidade gestora do fundo ou do seguro PPR que elegeu, que o irá ajudar a finalizar o processo de transferência.

Cabe-lhe a si a decisão de avançar ou não, mas lembre-se: tratando-se de uma poupança de longo prazo, pequenas diferenças de rendimento repetidas ao longo de vários anos ou décadas podem representar milhares de euros perdidos.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook