Morreu António Arnaut, um ano depois do pai, fundador do SNS

Morreu António Arnaut, um ano depois do pai, fundador do SNS

882
PARTILHE
António Manuel Arnaut esteve na origem do Observatório de Saúde António Arnaut criado em janeiro deste ano (Foto D.R.)

O advogado António Manuel Arnaut morreu aos 58 anos, vítima de doença prolongada, esta quarta-feira, avança o Diário de Coimbra.

Militante socialista e membro da comissão nacional, esteve na origem do Observatório de Saúde António Arnaut, criado em janeiro e que visa defender e apoiar a modernização e a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Segundo o líder do PS de Coimbra e vice-presidente da câmara local, Carlos Cidade, o filho do fundador do SNS “foi um cidadão apaixonado pela liberdade e democracia, que lhe permitiu sempre dizer o que lhe vai na alma. Nos últimos tempos fica a imagem do defensor incansável do seu SNS que tanto o ajudava a lutar contra a doença prolongada e que quis preservar com a criação do observatório da Saúde e com os repetidos apelos ao investimento no SNS e nos seus profissionais bem como numa revisão da Lei de Bases da Saúde que respeitasse o legado que seu pai nos deixou”.

António Manuel Arnaut, que estava doente há já algum tempo, era considerado um “filho, marido e pai dedicado e inspirador”, refere uma nota de luto da concelhia do PS de Coimbra.

Morreu menos de um ano após o desaparecimento do pai, António Arnaut, conhecido como o criador do Serviço Nacional de Saúde, tendo sido também cofundador do Partido Socialista e ministro dos Assuntos Sociais no II Governo Constitucional.

À família e aos amigos, o POSTAL expressa o seu sentimento de pesar.

Facebook Comments

Comentários no Facebook