S.B. de Alportel tem nova estratégia de prevenção de incêndios rurais

S.B. de Alportel tem nova estratégia de prevenção de incêndios rurais

320
PARTILHE
O Município apresentou, ainda, candidaturas para a manutenção da faixa de rede secundária e para a criação de faixa de combustível em redor de pontos de água (Foto: D.R.)

Com um território onde a floresta representa dois terços da sua área, a prevenção dos incêndios rurais é “uma missão absolutamente prioritária” para o município de São Brás de Alportel. Tendo em conta estas preocupações, a 8 de abril, foi aprovada a Estratégia de Ação na Prevenção de Incêndios Rurais para 2019 pela Comissão Municipal de São Brás de Alportel.

Este ano, e à semelhança do que ocorreu em 2018, estão em curso diversos procedimentos para a realização destes trabalhos de prevenção. “O desenvolvimento de campanhas de informação e sensibilização junto da população e a realização de sessões de esclarecimento e ações de sensibilização junto das comunidades rurais, bem como ainda as ações de fiscalização no terreno é outro eixo fundamental desta estratégia, que tem por chave a proximidade com a comunidade” são algumas das ações destacadas em nota de imprensa enviada ao POSTAL.

O levantamento da população serrana e a georreferenciação de habitações, realizado em 2018, que está a ser constantemente alvo de atualização, vem reforçar a capacidade de reação da Proteção Civil na proteção de bens e pessoas. Para além de todos os recursos de que a autarquia já dispunha no ano passado, em 2019, o concelho conta com mais um recurso para trabalhar nesta área: o Ponto de Água – Hortas e Moinho para abastecimento de meios aéreos. A autarquia tem, ainda, duas novas equipas de combate a incêndios, pelo Corpo de Bombeiros.

Vítor Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel referiu, à margem desta reunião, a prioridade máxima dada pelo município à defesa da Floresta, dizendo que “a defesa da floresta é uma missão que nos deve unir a todos. Todos somos precisos para defender a nossa floresta e a nossas populações. A Estratégia de Prevenção de Incêndios que colocamos em marcha em cada ano só é possível porque contamos com a colaboração e empenho de um conjunto de entidades, a quem o município reconhece o imprescindível apoio”.

(AC/CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook