UAlg associa-se à campanha contra os maus-tratos na infância

UAlg associa-se à campanha contra os maus-tratos na infância

682
PARTILHE

Este ano, para Campanha Contra os Maus-Tratos na Infância, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Faro criou a iniciativa Chuva Azul.

Neste âmbito, reuniram-se por todo o país e por toda a região algarvia, crianças e jovens vestidos de azul para formar laços humanos de prevenção e alerta para os maus-tratos.

“O objetivo desta iniciativa, que nós já fazemos há alguns anos, é consciencializar as pessoas para a problemática dos maus-tratos contra as crianças”, disse Nidia Cavaco, presidente da CPCJ de Faro. Destacou, ainda que, “crianças são crianças e jovens. Normalmente quando falamos de crianças temos a tendência para achar que são os mais pequenos, mas não. Nós acompanhamos crianças e jovens dos 0 aos 25 anos”.

A Universidade do Algarve participou com o sétimo laço, tendo encerrado o dia e a iniciativa no concelho de Faro. A Escola Superior de Educação e Comunicação aliou-se ao programa através dos cursos de Design de Comunicação e de Educação Social.

O projeto iniciou com o hino da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Faro, fazendo soar frases como “quem te ama não te trata mal” e “quem te ama sente a tua dor”.

6000 crianças e jovens participaram no projeto

Seguidos pelo mote “Serei o que me deres… que seja amor”, foram cerca de 6000 as crianças e jovens que participaram no projeto, no concelho de Faro.

No campus da Penha da UAlg estiveram presentes cerca de 80 alunos, professores e funcionários, que deram forma ao laço. A presidente da CPCJ disse ao POSTAL que, “a Universidade do Algarve, pela primeira vez, solicitou à CPCJ de Faro associar-se e fazer parceria com a comissão e fazer um laço com os alunos da universidade”. Acrescentou, ainda que, “para nós é um motivo de orgulho ter todos os públicos alvos, todas as escolas até ao ensino universitário, a lutar por uma causa tão nobre como esta. Assim como, desta maneira, vemos o reconhecimento que as consciências das pessoas estão cada vez mais atentas a esta problemática”.

Durante o mês de abril, designado em Portugal como o mês da prevenção aos maus tratos na infância, as 308 CPCJ’s do país têm vindo a desenvolver atividades enquadradas no tema de proteção, prevenção e defesa dos direitos das crianças.

(Eunice Silva / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook