TECNIDELTA do GRUPO NABEIRO promove reintegração socioprofissional dos reclusos

TECNIDELTA do GRUPO NABEIRO promove reintegração socioprofissional dos reclusos

565
PARTILHE
O comendador Rui Nabeiro (Foto D.R.)

A Tecnidelta opera, desde 1998, no sector dos equipamentos, dos serviços para hotelaria, da restauração e da distribuição alimentar.

É uma empresa de referência que prima pela qualidade dos produtos, pelo profissionalismo dos serviços, pela total cobertura técnico-comercial e técnica a nível nacional, procurando criar negócios socialmente responsáveis.

Em Dezembro de 2008, o Grupo Nabeiro – Delta Cafés e a Direção Geral dos Serviços Prisionais celebraram um protocolo que tem como objetivo crucial a formação de reclusos na reparação de máquinas e moinhos de café. Assumindo assim, desde então, um papel preponderante com a DGRSP no desenvolvimento de capacidades e competências da população prisional, preparando-os para o exercício de uma atividade laboral após a libertação, estando presente em diversos estabelecimentos prisionais.

Em 2009 foi criada a primeira Oficina no Estabelecimento Prisional de Lisboa, sendo este pioneiro na reparação de equipamentos.

Rui Nabeiro, o Homem do Café Delta (Foto D.R.)

Ao POSTAL, o comendador Rui Nabeiro disse que “o acordo estabelecido envolve uma componente de formação técnica especializada, promove a aquisição de competências técnico-profissionais e pessoais, elementos facilitadores da reintegração socio-profissional dos reclusos, após libertação”.

“É um projeto revelador na sua forma de estar no mundo empresarial e a nível pessoal. Esta colaboração ao longo dos tempos, revelou boa vontade e uma atitude muito forte, são estas atitudes, como empresa, que são o nosso principal valor social; sinto uma felicidade enorme!”, disse ao POSTAL.

MAIS EM:
Reclusos do Estabelecimento Prisional de Silves constroem casotas para animais

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook