“Mercado de Culturas… À Luz das Velas” ilumina Lagoa em Julho

“Mercado de Culturas… À Luz das Velas” ilumina Lagoa em Julho

459
PARTILHE
Diariamente serão acendidas milhares de velas (Foto D.R.)

O Convento de São José em Lagoa e ruas circundantes voltam a ser o epicentro do Mercado de Culturas… à Luz das Velas, de 4 a 7 de julho, entre 19 e as 00:30 horas.

Depois do sucesso do Carvoeiro Black & White, a Câmara de Lagoa dá continuidade ao seu programa cultural de 2019 com o Mercado de Culturas… à Luz das Velas. Ao longo de quatro noites, mais de 60 artesãos de várias culturas e religiões do mundo irão conviver em harmonia e mostrar aos milhares de visitantes as suas tradições, sabores e artes.

Este evento cultural, de caraterísticas únicas em Portugal, na sua sexta edição terá como temática cultural as diferentes Culturas do Mediterrâneo, nas mais diversas vertentes: música, dança, gastronomia, artesanato…

As músicas tradicionais de raiz estarão em destaque nos vários cenários do evento com a presença de Terra Taranta (Itália), Christos Kanellos (Grécia), Helena Madeira (Portugal), El Laff (Marrocos / Espanha) e Lafra (Croácia / Bulgária / Eslovénia). A destacar também a presença de um grupo de músicos e Gigantones que irão deambular pelas ruas do Mercado de Culturas, e também de Rita Sales reconhecida declamadora de contos do Mediterrâneo.

São esperadas 50 mil pessoas ao longo de quatro noites

A sala de exposições do Convento de São José irá receber uma extraordinária mostra de “Instrumentos Musicais com História”. Além da exposição, haverá três momentos diários de demonstrações musicais e explicativas de cada instrumento exposto.

A gastronomia do Mediterrâneo também terá um papel preponderante neste evento. Neste sentido, os claustros do Convento de São José irão converter-se numa Taberna Andaluza, com iguarias típicas do sul de Espanha. A destacar a presença de uma “veneciadora” de vinho e de um cortador de “jamón” ibérico.

A novidade nesta edição será a criação de três ruas temáticas: rua Árabe, rua de África e rua do Oriente, e também de uma área dedicada às plantas aromáticas do Mediterrâneo.

Por último, e não menos importante será o acendimento diário de milhares de velas, com as quais serão desenhados 40 símbolos relacionados com as religiões, gastronomia, literatura, arquitetura e mitologia do Mediterrâneo, posicionados nas entradas e nos meandros do mercado, constituindo um espetáculo de enorme beleza visual.

Nesta sexta edição, são esperadas 50 mil pessoas ao longo de quatro noites, que se esperam mágicas, repletas de luz e de boas vibrações.

A entrada para o evento é livre.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook