Obra de Duarte Pacheco em conferência em Loulé

Obra de Duarte Pacheco em conferência em Loulé

499
PARTILHE
A obra pública de Duarte Pacheco tem início em 1925 e decorre até 1943, data da sua morte (Foto D.R.)

A rubrica “O Documento que se segue” será apresentada por Sandra Vaz Costa com o tema “O País a Régua e Esquadro: Urbanismo, Arquitetura e Memória na Obra Pública de Duarte Pacheco”. A conferência, a decorrer a 8 de junho, pelas 15 horas, terá lugar no Arquivo Municipal de Loulé.

A obra pública de Duarte Pacheco tem início em 1925 e decorre até 1943, data da sua morte. “Considerando o modo de atuação de Duarte Pacheco e identificando o seu método de trabalho em áreas tão distintas quanto a direção do Instituto Superior Técnico, a gestão da Câmara Municipal de Lisboa, o Ministério da Instrução Pública e o Ministério das Obras Públicas e Comunicações, a obra de Duarte Pacheco surge numa nova perspetiva, possível através da recolha de uma inédita parcela de informação que clarifica, no tempo e no modo, os serviços e os agentes que, num espaço de dezoito anos, modificaram a paisagem do país”, segundo nota de imprensa enviada ao POSTAL.

Sandra Vaz Costa é doutorada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, investigadora integrada do ARTIS-FLUL, Instituto de História da Arte da mesma Faculdade, e técnica superior da Direção-Geral do Património Cultural. Autora e coautora de livros e artigos científicos nacionais e internacionais no âmbito da História da Arte, da Arquitetura, das Cidades e da Instituições, desenvolve investigação no âmbito do Território, Desenho Urbano e Produção Arquitetónica Portuguesa dos séculos XIX e XX.

Desempenhou funções docentes na Faculdade de Letras, de 2009 a 2011, como assistente convidada e como formadora de técnicos superiores do IPPAR, de 2003 a 2007. No desempenho das suas funções técnicas desenvolve e coordena ações de investigação, salvaguarda e divulgação do património cultural português tais como curadoria de exposições, estudos, edições, encontros científicos e comunicações.

(AC/CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook