Servilusa vai explorar futuro crematório de Faro

Servilusa vai explorar futuro crematório de Faro

1107
PARTILHE

A Servilusa – Agências Funerárias e a Câmara de Faro assinaram um contrato de concessão, por 30 anos, no âmbito do qual a empresa líder de serviços funerários, em Portugal, vai construir e gerir o crematório para servir a capital algarvia e toda a região do Algarve.

O crematório de Faro implica um investimento de um milhão de euros (Foto D.R.)

Paulo Carreira, diretor-geral de negócio da Servilusa afirma que “foi dado um passo decisivo no processo, iniciado com o concurso lançado em 2016, para construção do primeiro crematório a operar no Algarve”. Paulo Carreira adianta que “o novo crematório vai estar ao serviço da capital algarvia, de todo o sul do País e também da numerosa comunidade estrangeira, que procura muito a cremação, já em 2020!”.

O crematório de Faro, que implica um investimento previsto de um milhão de euros, foi concebido para realizar entre 700 a 1.000 cremações anuais, numa perspetiva crescente. Nos termos do contrato de concessão, os Residentes de Faro beneficiam de um desconto de 20%, nos seus serviços.

Este projeto da Servilusa terá “uma área de construção de 387 metros quadrados, inserida numa área envolvente de 1.620 metros quadrados”. Entre as suas principais valências: Receção, Sala de Estar, Sala de cremação, Capela Ecuménica / Cerimónia, Sala de Tanatopraxia, Sala de Última Despedida, um Forno crematório, Equipamento Refrigerador para acondicionar falecidos, um Forno Pirolítico para cremação de restos cemiteriais e um Jardim da Memória, para cinzas resultantes das cremações de falecidos.

De salientar que a Servilusa tem já sete crematórios em funcionamento (Elvas, Rio de Mouro, Póvoa de Santa Iria, Cascais, Leiria, Figueira da Foz e Porto/Lapa), aos quais se vão juntar, a curto prazo, outros três: Faro, Guimarães e Santarém.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook