“Verão em Tavira” promete animação para todos os gostos

“Verão em Tavira” promete animação para todos os gostos

2208
PARTILHE
O “Verão em Tavira” promove os espaços históricos da cidade (Foto D.R.)

O “Verão em Tavira” é um programa cultural estival, para todos os residentes e visitantes, que permite uma oferta artística diversificada e promove a cultura portuguesa. Este encontra-se estruturado de forma temática, por disciplinas e promove os espaços históricos de Tavira.

O “Cenas na Rua – Festival Internacional de Teatro e Artes de Rua”, o maior do género a sul do Tejo, ocorre, durante toda a primeira quinzena de julho (de dia 1 a 14), e conta com apresentações de teatro, dança, novo circo, música e poesia.

Em destaque está a presença de várias estruturas nacionais e regionais, Companhia da Esquina, Armação do Artista, Ao Luar Teatro e Teatro Regional da Serra de Montemuro.

“O mar de Sophia” apresentado pelo grupo Poetry Ensemble assinala o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner.

A nível internacional destacam-se os franceses Cirque Rouages com um espetáculo sobre a problemática dos migrantes.

Marcam ainda presença, em Tavira, as companhias espanholas Cia. El Carromato, Vol e Temps, Ganso &Cia., Yllana, Pepa Cases, Cia. Nueveuno com “Sinergia 3.0”, espetáculo baseado no trabalho de Leonardo Da Vinci, na comemoração dos 500 anos da sua morte; a Cia. Titiritrán Teatro apresenta “Arturo e Clementina”, espetáculo para pequenos e graúdos, vencedor de vários prémios.
No âmbito da dança o Quorum Ballet apresenta “Correr o Fado”.

A encerrar, música eletrónica dedicada a Amália Rodrigues e Carlos Paredes, com Stereossauro – “Bairro da Ponte” e convidados.

O “Jazz no Verão”, entre 18 e 20 de julho, integra os concertos de Maria Anadon, “Elas e o Jazz” com Joana Machado, Marta Hugon e Mariana Norton e também Bernardo Moreira Sexteto. Vai ainda ter lugar o espetáculo “Entre Paredes”, uma homenagem ao mestre da guitarra portuguesa Carlos Paredes.

Nos habituais e concorridos concertos do Parque do Palácio da Galeria estão vozes conhecidas do panorama da música ligeira portuguesa, como é o caso de Salvador Sobral, que atua no dia 23 de julho, com o novo trabalho “Paris, Lisboa”, Aldina Duarte a atuar no dia 7 de agosto e Miguel Araújo no dia 21 de agosto.

O Jardim do Coreto é ainda palco, às terças-feiras, de vozes e projetos de fado amador com o apoio da Fado com História.

Por sua vez, a Praça da República tem uma programação diversificada e intensa, cruzando os projetos locais, os ranchos folclóricos e as bandas filarmónicas, com os projetos nacionais e internacionais de matriz lusófona.

Ana Lains com Mafalda Arnauth e Celina da Piedade apresentam “Portucalis” no dia 8 de agosto. No âmbito das Comemorações dos 600 anos da Descoberta da Ilha da Madeira, “Mutrama” de Maria João e  Salvador Sobral têm lugar no dia 23 de agosto. Daniel Pereira Cristo apresenta o “Cavaquinho Cantado” a 30 de agosto.

No aniversário do nascimento de José Afonso, dia 2 de agosto, haverá a homenagem dos “Por terras do Zeca”, João Afonso, Filipa Pais, Zeca Medeiros, David Zacarias e Maria Anadon.

A apreciada “Gala Lírica” conta com a presença de alguns dos mais conceituados cantores líricos e músicos, numa noite que promete encanto operático. Serão revisitados trechos de compositores como Verdi, Mozart, Tchaikovsky e Rossini a 3 de agosto.

Das Terras de Miranda, no nordeste transmontano, vêm os conhecidos Galandum Galundaina, no dia 10 de agosto. Na Praça, ainda, a fadista Maria Emília a atuar no dia 17. Os Vocalistas e o Grupo Coral Cante Alentejano Bel´Aurora atuam a 9 de agosto e a energia contagiante dos Fogo Fogo, com os ritmos cabo verdianos acontece no dia 29 do mesmo mês.

Estão agendados espetáculos de criadores e artistas algarvios, como é o caso da Orquestra Clássica do Sul a 16 de agosto, Orquestra de Jazz do Algarve dia 22, “Osmose” e Luís Conceição no dia 24 e Teresa Aleixo a 25 de agosto.

Este ano, particular destaque para o “INATEL na Rua”, que se realiza de dia 26 a 28 de julho, uma parceria da autarquia com o INATEL, que prevê concertos de Luís Peixoto, Toques do Caramulo, “Gajo” e a comemoração do Dia Nacional das Bandas Filarmónicas a 1 de setembro.

A “Mostra-Ar livre Cinema 19” ocorre, entre 11 de julho e 11 de agosto, nos Claustros do Convento do Carmo, numa organização do Cineclube de Tavira.

A Feira do Livro, na sua 25ª edição tem lugar entre os dias 18 de julho e 4 de agosto e conta a participação de dezenas de expositores, incluindo atividades da Semente de Alfarroba, nomeadamente, o espetáculo do brasileiro Paulo Matricó de Tabira de Pernambuco com “Cordel Operístico Lua Alegria”, a Grafonola Voadora e Napoleão Mira, “Eça Agora” e “Somos Pessoa” pela Cia. As Cantadeiras, entre outros…

A programação compreende, ainda, a Feira de Vinhos “Tavira: Os Dias do Vinho”, de 12 a 14 de julho, as Feiras dos Ofícios de 7 a 15 de agosto, Antiguidades e Velharias, de 17 a 26 do mesmo mês e Stocks de 29 de agosto a 1 de setembro.

No Museu Municipal de Tavira é possível visitar as exposições “Artur Pastor e os Mundos do Sul” e a reestruturada “Dieta Mediterrânica, Património Cultural Milenar”, ambas no Palácio da Galeria. Já, no Núcleo Islâmico, encontram-se patentes “Tavira Islâmica“ e “Palmira, Rainha do Deserto”.

De 5 a 8 de setembro, realiza-se a VII Feira da Dieta Mediterrânica (inserida no Plano de Salvaguarda), a qual celebra o Património Cultural Imaterial da Humanidade UNESCO com todos os países que partilham esta classificação.

Para aceder à programação detalhada clique AQUI

(SP/HDF)

Facebook Comments

Comentários no Facebook