Algarvios do Ano na Solidariedade: POSTAL revela as 3 primeiras nomeações

Algarvios do Ano na Solidariedade: POSTAL revela as 3 primeiras nomeações

3597
PARTILHE
A Gala 2019 do Postal do Algarve vai realizar-se em outubro no Casino de Vilamoura (Foto D.R.)

Os leitores estão a aderir em força a iniciativa inédita do POSTAL e já são várias as dezenas de nomeações que chegaram à nossa redação.

Nesta edição revelamos as três primeiras personalidades, indicadas pelos nossos leitores, cuja redação do POSTAL selecionou para a área da SOLIDARIEDADE entre os vários candidatos indicados pelos algarvios.

Continue a participar. Saiba como!

A iniciativa do jornal POSTAL do ALGARVE vai eleger as Personalidades do Algarve, três por cada área, cujas vencedoras serão anunciadas na “Gala 2019” no prestigiado Casino de Vilamoura no próximo mês de outubro.

As nomeações aos “Algarvios do Ano” estão abertas a todos os nossos leitores. Basta indicar o nome de uma Personalidade que o leitor considere relevante nestes últimos 12 meses para o Algarve e, sucintamente, a razão da sua nomeação.

Como inscrever-se no jantar da Gala do Postal 30 Anos – Prémios Excelência.
(Foto D.R.)

As nomeações podem ser enviadas para:

Ana Fazenda

Coordenadora das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens do Algarve

Desde abril de 2018, Ana Fazenda é coordenadora regional da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens e técnica superior da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens – CNPDPCJ.

Diz quem a conhece bem que Ana Fazenda tem nas “veias” o sentido do serviço público e que por onde passa deixa sempre a sua marca com espírito de missão.

Atualmente, com funções executivas delegadas pela CNPDPCJ, coordena as 16 Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) do Algarve, desde o dia 1 de abril de 2018, tendo por missão representar a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, na região do Algarve, apoiar, e promover a possibilidade de melhoria no funcionamento das CPCJ, através da formação e acompanhamento, fazendo a correspondente articulação com as entidades regionais dos serviços representados nas CPCJ, nomeadamente, da Educação, Saúde, Segurança Social, Administração Interna e do respetivo município, bem como os interlocutores regionais do Ministério Público, nos termos previstos na LPCJ.

Entre 2017 e 2018, foi diretora técnica das Residências Vilavó – Centro de Apoio a Idosos – IPSS-Portimão.

De 2013 a 2017 foi vereadora da Câmara Municipal de Portimão, com os pelouros de Ação Social, Saúde, Educação, Desporto, Cultura, Habitação Social e Sistemas de informação.

De 2005 a 2013, foi presidente da Comissão Proteção de Menores de Portimão e presidente de Junta de Freguesia de Portimão.

Licenciou-se em Estudos Portugueses – Ramo de Especialização Científica e, igualmente, em Línguas e Literaturas Modernas variante – Estudos Portuguesas – na Universidade do Algarve.

Tem uma Pós-Graduação em Direito das Autarquias Locais/Universidade de Lisboa/Faculdade de Direito e um Mestrado em História Regional e Local/Universidade de Lisboa/Faculdade de Letras.

Fernando Graça Costa

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lagos

Ao longo de 42 anos, Fernando Graça trabalhou nos três hospitais do Algarve, exercendo funções de coordenador nos três Laboratórios de Análises Clínicas.

Diz quem o conhece bem, que sempre colocou as pessoas acima dos seus interesses pessoais, exercendo as suas funções sempre com zelo e dignidade.

Aposentou-se em outubro de 2018 porque no ano de 2017 assumiu as funções de Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lagos, devido à sobrecarga de trabalho.

Abraçou, com espírito de missão esta sua nova função, exercendo a atividade como voluntário. Mesmo sabendo que poderia usufruir de bens económicos, retirou essa possibilidade do compromisso da instituição.

Tem procurado ajudar os colaboradores da instituição e os mais carenciados, disponibilizando comida para levarem para casa. Por vezes, chega ao ponto de emprestar dinheiro do seu bolso, para colmatar algumas dificuldades dos mesmos, pois diz serem os vencimentos baixos.

Todos os dias cumprimenta os seus utentes nos lares do interior do concelho de Lagos e ao fim de semana visita os da periferia

Dispõe de sete lares para internamento de pessoas (ERPI), um Centro Infantil e uma Fisioterapia, que o absorvem os dias inteiros.

Acompanha com presença física, toda a atividade dos seus colaboradores.

Confessa que as dificuldades económicas são muitas e também as dos recursos humanos.

Tem a ambição de poder vir a construir um lar para pessoas com demência. Segundo ele, esta patologia irá ser um grande problema para o futuro da sociedade, devendo-se tomar medidas atempadamente, mas para isso é necessário o apoio do Estado.

É conhecido por prestar uma grande dedicação de afeto e carinho a todos os seus utentes.

Diz saber para onde quer ir na gestão desta grande Instituição, embora as dificuldades sejam imensas. Mas garante que, com coragem e dedicação, irá deixar esta instituição, em todas as vertentes, melhor de que quando as recebeu.

Margarida Flores Alves

Diretora da Segurança Social do Centro Distrital de Faro

Margarida Flores é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e detentora de Pós-Graduação de Direito Penal Económico e Europeu ministrada pela mesma Universidade.

É técnica superior do mapa de pessoal do Instituto da Segurança Social, I.P./Unidade de Fiscalização do Algarve, nomeada no cargo de diretora de Segurança Social do Centro Distrital de Faro, do Instituto da Segurança Social, I.P. (CDSS), desde 21 de março de 2016.

Diz quem a conhece bem que está a fazer a diferença: é rigorosa, preocupa-se com os cumprimentos de prazos da sua instituição e mantém uma relação cordial com todos os seus colaboradores.

Anteriormente, exerceu as funções de diretora da Unidade de Prestações e Contribuições, entre 20 de setembro de 2012 e 20 de março de 2016.

Em 2012 exerceu funções de diretora da Unidade de Identificação, Qualificação e Contribuições do CDSS de Faro. E, anteriormente, entre dezembro de 2004 e janeiro de 2010, exerceu funções de coordenadora da Secção de Processos de Execução Tributária (SPET) do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS), sediada em Faro.

Em 2004 exerceu funções de técnica superior no Núcleo de Ilícitos Criminais do Departamento de Fiscalização do Algarve do Instituto de Solidariedade e Segurança Social.

Em 2001 foi nomeada diretora da Direção Distrital de Contribuintes Devedores e Ilícitos Criminais da Delegação de Faro do IGFSS.

A sua atividade no Centro Regional de Segurança Social do Algarve iniciou-se em 1999, com a celebração de um Contrato de Trabalho a Termo Certo, para o exercício de funções de técnica superior. Posteriormente, em 2001, celebrou Contrato Individual de Trabalho com o IGFSS, para o exercício de funções de técnica superior;

De referir ainda que, entre 2012 e 2017, exerceu funções de professora convidada na Unidade Curricular de parafiscalidade do Mestrado de Fiscalidade na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo da Universidade do Algarve.

Também realizou o Seminário de Alta Direção (SAD) em setembro de 2004, tendo realizado o FORGEP em 2009 e o CAGEP em 2016.

Encontra-se inscrita na Ordem dos Advogados desde novembro de 1994.

SAIBA MAIS:

Algarvios do Ano vão ser conhecidos na Gala 2019 do POSTAL

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook