Autarca manda Ministro ir passear o cão sem incomodar a GNR

Autarca manda Ministro ir passear o cão sem incomodar a GNR

1211
PARTILHE

O presidente da Câmara de Santarém atirou-se ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, em defesa do autarca de Mação, na troca de acusações por causa dos fogos, avança O MIRANTE.

Eduardo Cabrita meteu os militares da GNR, que protegiam a sua casa, na rua à porta da residência, para não incomodarem o seu cão

Ricardo Gonçalves, além de dizer as afirmações do ministro são injustas, manda-o ir passear o cão “mas desta vez sem incomodar a GNR”.

A frase de Ricardo Gonçalves tem a ver com um facto noticiado por O MIRANTE, quando Eduardo Cabrita meteu os militares da GNR que protegiam a sua casa, pelo facto de ser ministro, na rua à porta da residência, para não incomodarem o cão.

Passaram a estar dentro de um carro e sem casa de banho

O animal, ao sentir a presença dos militares, costumava ladrar, o que incomodava o governante, que residia na altura, em 2017, em Casal da Charneca, no concelho de Santarém. O ministro mandou retirar os militares do interior da propriedade, onde tinham casa de banho e instalações para se abrigarem da chuva, passando a estarem dentro de um carro oito horas por dia, sem casa de banho nem condições para se alimentarem.

Sobre o facto de Eduardo Cabrita ter dito que o autarca de Mação, Vasco Estrela, se tinha transformado num comentador televisivo, por ter criticado as operações de combate aos incêndios no seu concelho, Ricardo Gonçalves diz que nenhum autarca pode aceitar as afirmações do ministro.

Num comentário publicado na página de Ricardo Gonçalves no Facebook , refere ainda: “Todos sabemos que são injustas e ditas por um membro de um Governo que desde os incêndios de Pedrogão em 2017 nada mais fez, no que concerne à protecção civil, que produzir ‘legislação passa culpas’ para todos poderem ser responsabilizados (cidadãos, empresas, forças policiais, forças militares, bombeiros, autarcas, etc)… Todos menos os Membros do Governo”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook