Campanha em Portimão e Vilamoura alerta para cuidados a ter com sol

Campanha em Portimão e Vilamoura alerta para cuidados a ter com sol

642
PARTILHE
- PUB -
Ação conta com a colaboração de dermatologistas que esclarecem a população (Foto D.R.)

A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) vai estar no próximo sábado, na Marina de Portimão, e no domingo, na Praia da Falésia, em Vilamoura, para alertar em relação aos cuidados a ter com o sol em férias.

Uma carrinha de sensibilização tem percorrido várias localidades do país, durante o mês de julho, onde dermatologistas, com o apoio de voluntários da APCC, disponibilizam informação à população, e no próximo fim-de-semana chega ao Algarve.

A iniciativa relembra aos veraneantes a boa proteção ao sol, o uso adequado de protetores solares e na ocasião ser efetuado um balanço das iniciativas de Maio até agora e do mês de Julho e a promoção das ações a desenvolver no resto do Verão.

Pelo 17º ano consecutivo a APCC (Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, em colaboração com a SPDV (Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia) e o apoio da DGS (Direção Geral da Saúde) desenvolve este Verão, um conjunto de iniciativas por todo o Portugal, através de uma rede de colaboradores da APCC, coordenada por dermatologistas e o apoio de voluntários para a promoção dos cuidados a ter com os exageros de exposição solar ou falta adequada de proteção, seja em momentos de lazer ou em profissões com trabalho ao ar livre numa altura do ano em que as temperaturas são mais elevadas e, sobretudo , os índices de UV (ultravioleta) atingem níveis elevados na maioria dos dias. Serão ainda promovidas ações de sensibilização e formação sobre o auto-exame da pele para um diagnóstico mais precoce dos vários tipos de Recorde-se que os cancros da pele, em todo o mundo continuam a aumentar, em grande parte devido aos comportamentos inadequados ou exagerados de exposição aos ultravioletas.

O nível de informação da população portuguesa é já elevado, mas, infelizmente, o nível de interiorização e adequação de medidas corretas de proteção adequada ao Sol é ainda insuficiente, sobretudo nalguns estratos da população, motivo pelo qual a forte mensagem deste ano é interiorizar a necessidade de proteção adequada ao Sol e do auto-exame da pele no sentido de efetuar diagnostico precoce dos vários tipos de cancros da pele.

Em 2019 estima-se a existência de 13.000 novos casos de cancros da pele, em Portugal, sendo mais de 1.000 os novos casos de melanoma e o diagnóstico precoce é essencial para melhorar o prognóstico de vida e minimizar os custos que são crescentes com os vários tratamentos de cancros da pele.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook