Gymnasium: o grupo que gosta de arrancar sorrisos

Gymnasium: o grupo que gosta de arrancar sorrisos

2581
PARTILHE
- PUB -
Luís Farrajota é o diretor-geral do grupo Gymnasium (Foto D.R.)

O Gymnasium está presente em Olhão, Tavira e Faro.
O POSTAL falou com Luís Farrajota, diretor-geral do grupo, para tentar perceber quais são as ambições e projetos futuros do Gymnasium.

Luís Farrajota tem 39 anos e está na empresa há cerca de dois meses e meio. “Esta entrada no Gymnasium surgiu através de um convite dos donos. Eu trabalhava no Ministério da Educação anteriormente, era responsável financeiro”, refere em entrevista ao POSTAL.

Luís Farrajota desempenha, atualmente, funções de gestão no grupo. “A minha missão é ajudar a consolidar aquilo que já foi o crescimento do grupo Gymnasium até à data, profissionalizando a equipa, nomeadamente, ao nível da gestão e dos procedimentos que lhe são inerentes”, sendo que “o nosso objetivo é expandir o Gymnasium no Algarve, projetando espaços de qualidade”.

Assim, o Grupo Gymnasium tem um plano de expansão que passa, numa primeira fase, pela região do Algarve e numa fase posterior por outras zonas do país.

O Gymnasium conta atualmente com mais de 6.000 sócios

O Gymnasium conta atualmente com três clubes e mais de 6.000 sócios.

O grupo aposta em serviços diferenciadores.

O diretor-geral do grupo refere que “aquilo que nos distingue é o nível de serviço que ofereceremos. Nós recebemos o cliente desde a primeira hora e acompanhamo-lo nas suas diversas vertentes, desde a sala de exercício, às aulas de grupo, ao acompanhamento com os personal trainers que é o nosso serviço premium”, sublinhando que “para nós as pessoas não são vistas como clientes, mas sim como parceiros e é aí que está a grande diferença”.

“Nós apostamos muito nos nossos recursos ao nível da própria formação, da atenção que damos ao cliente”, sendo que “ouvimos os nossos sócios e direcionamos a nossa ação em função daquilo que eles procuram. Não esperamos que o sócio se adapte a nós, mas sim o contrário. Nós adaptamo-nos àquilo que o sócio pretende de nós”, acrescenta o responsável.

Luís Farrajota faz um balanço muito positivo destes dois meses e meio de permanência na empresa. “Alterámos algumas coisas que já existiam e temos construído outras novas.

Neste período fizemos um trabalho muito interessante”.
“Criámos um plano novo que foi apelidado de “viagem do sócio” que passa por acompanhar o sócio em 21 passos durante os dois meses e meio, três meses iniciais. Nós tentamos ajudar o cliente a utilizar os serviços que lhes proporcionamos. E esta é mais uma das diferenças que temos face aos outros ginásios”, explica.

O Gymnasium apresentou recentemente uma inovação – “call buttons”– comummente designados por botões de chamada. Luís Farrajota evidencia que “este é mais um serviço que disponibilizamos ao nosso sócio no sentido de conseguir interagir mais rapidamente dentro de uma sala”, mencionando que “é um serviço claramente direcionado para o sócio, com o objetivo de lhe facilitar a vida dentro da sala de aula, permitindo um serviço de acompanhamento e proximidade mais eficaz”.

“Pretendemos exatamente que exista um maior envolvimento entre os monitores de sala, os personal trainers e os nossos associados”, complementa.

O diretor-geral do grupo conclui dizendo que “nós só nos sentimos satisfeitos se o nosso associado se sentir plenamente satisfeito. Caso isto não aconteça, não estamos a cumprir a nossa missão que é muito clara: deixar o sócio a sorrir”.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook