Marcadores de livros contam histórias em Castro Marim

Marcadores de livros contam histórias em Castro Marim

405
PARTILHE
- PUB -
A exposição pode ser visitada até ao final do mês de setembro (Foto D.R.)

A exposição de marcadores de livros foi inaugurada esta quarta-feira, 24 de julho, na Biblioteca Municipal de Castro Marim.

Da autoria de Guida Bruno, esta exposição “reúne centenas de marcadores de livros de todo o mundo e pretende proporcionar uma viagem intercultural, apoiando-se em aspetos como a sua utilização, os materiais de confeção ou a exigência na produção, que revelam alguns aspetos de natureza publicitária e sociológica”, conforme refere nota de imprensa enviada pelo município.

“Talvez por sentir que os marcadores de livro vão para além da sua função principal – marcar a página onde a leitura foi interrompida – também eles contam histórias e são excelentes guardiões de memórias”, declara Guida Bruno, que aproveitou a ocasião para falar também da importância que o colecionismo acaba por ter no seu contexto familiar.

Contadora de histórias e promotora de leitura, Guida Bruno nasceu em 1951, em Bombarral, e cresceu rodeada de livros, o que a fez apaixonar-se pela leitura.

Da sua infância, recorda também a carrinha da Biblioteca Itinerante da Gulbenkian, uma peça que considera chave no seu amor pelos livros. Bibliotecária por formação académica, foi no Museu Nacional do Teatro, onde trabalhou, que iniciou, em 1991, esta coleção de Marcadores de Livro.

Atualmente conta com 60 mil exemplares, nacionais e estrangeiros, divididos e catalogados por várias temáticas, sendo o mais antigo do ano de 1860.

A exposição está patente na Biblioteca Municipal de Castro Marim até ao final do mês de setembro, podendo ser visitadas nos dias úteis, das 09:30 às 13 horas e das 14:30 às 18 horas.

(SP/CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook