Olhão afirma-se na rota do geocaching

Olhão afirma-se na rota do geocaching

443
PARTILHE
Atualmente existem 227 geocaches ativas no concelho de Olhão (Fotos D.R.)

Olhão é cada vez mais conhecido na rota do geocaching. Em junho, o concelho recebeu o encontro Rumo ao Sol, que trouxe à cidade cerca de uma centena de participantes portugueses, espanhóis, belgas e alemães.

Na sequência do evento, organizado pela Picturesque Weekend Associação, com o apoio do Município de Olhão, foi recentemente publicado um conjunto de 144 caches visíveis no mapa do geocaching com o formato de um Caíque.

A geoarte Caíque Bom Sucesso, recentemente conhecida pelos geocachers com o objetivo de divulgar a história do Caíque, pretende levar os geocachers a conhecer o interior do concelho de Olhão durante a sua caça ao tesouro.

A geoarte Caíque Bom Sucesso pretende levar os geocachers a conhecer
o interior do concelho de Olhão

Conforme explica a autarquia olhanense em comunicado de imprensa, “o geocaching é uma atividade de ar livre, na qual os participantes usam um recetor GPS ou um dispositivo móvel com GPS para ocultar e procurar contentores chamados de geocaches ou caches, em qualquer lugar do Mundo”.

Considerada como a versão ‘hi-tec’ da conhecida e velhinha caça ao tesouro, “esta atividade, que conta com mais de um milhão de praticantes a nível mundial, pode ser praticada em família, com amigos ou individualmente e permite o contacto com a natureza, a história, a cultura, a gastronomia e as pessoas dos locais onde estão escondidas as geocaches”.

Atualmente existem 227 geocaches ativas no concelho de Olhão. A cache virtual colocada no Largo da Fábrica Velha (pinturas) denominada Gentes de Olhão já atraiu a atenção de 865 geocachers originários de 25 países, tendo sido visitada por 335. A geocache colocada no Cerro da Cabeça, denominada O Mouro e o Abismo, foi premiada em 2014 como a melhor cache do distrito de Faro.

Mais informações disponíveis em www.geocaching.com ou através do email geral@picweekend.pt

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook