Pensar Saúde no Algarve

Pensar Saúde no Algarve

1226
PARTILHE

O “Pensar Saúde” é o primeiro número de uma reflexão sobre o setor na região algarvia e pretende chegar mensalmente a todos os leitores e seguidores do Postal do Algarve.

Questões relacionadas com a incidência de determinadas patologias, doenças crónicas, formas de prevenção, tratamentos, etc, o “Pensar Saúde”, quer ser uma fonte de informação e esclarecimento com o apoio de profissionais, criando uma interatividade com o público leitor, que pode colocar as suas dúvidas através da nossa página de facebook.

Mas a actual perceção da saúde leva-nos a outras reflexões também de suma importância, sendo que esta constitui uma oportunidade ímpar para o desenvolvimento do território. No caso concreto do Algarve, o Turismo tem vindo a estimular a emergência de grandes grupos da saúde a investirem na região colaborando, assim, para um mais e melhor Turismo na Saúde.

Entrevista a Julio Triviño: “A prevenção é o mais importante”

taviclinica
Julio Triviño é médico na Taviclínica (Foto D.R.)

O POSTAL falou com Julio Triviño, médico de familia da Taviclínica, em Tavira. Ao longo da entrevista foram abordadas várias questões relacionados com a área da saúde.

Julio Triviño refere que “basicamente temos de ter consciência de que devemos ser nós a cuidar do nosso corpo”, salientando que “o médico de família (numa equipa de saúde familar) é a pessoa mais indicada para evitar que, no futuro, os pacientes tenham de ficar dependentes de comprimidos ou que desenvolvam problemas de saúde mais graves”.

“Temos de ter consciência de que grande parte do trabalho passa por uma prevenção adequada”, afirma.

“A população portuguesa apresenta uma taxa de prevalência muito elevada em doenças como a hipertensão e a diabetes”, pelo que existem alguns conselhos gerais deixados pelo clínico: “devemos moderar o consumo de sal, reduzir o consumo de álcool, não fumar, ter atenção com as calorias vazias, beber 1,5 litros ou mais de água diariamente e fazer exercício físico de forma regular, adequando-o à condição física de cada um”.

O consumo de água deve ser reforçado durante a época de verão. “Devemos dar muitos líquidos às crianças e, fundamentalmente, ter muita atenção no que diz respeito à proteção solar. As crianças mais pequenas devem colocar o protetor top 50 logo em casa”, afirma o especialista.

Quanto às horas de exposição solar, o médico salienta que “devemos ir à praia em horas que não sejam de calor intenso, escolhendo preferencialmente as primeiras horas da manhã ou as últimas horas do dia”.

O médico destaca que a equipa de saúde é fundamental para prevenir comportamentos de risco e ao mesmo tempo aconselhar os doentes sobre as várias questões relacionadas com a temática da saúde.

Uma alimentação saudável, a prática de exercício físico regular, a ida regular ao médico de família é fundamental para que se possa ir mudando hábitos de vida e até mudar o próprio “lifestyle – estilo de vida”.

No que diz respeito à alimentação, Julio Triviño referiu ao POSTAL que “seria ideal que a composição do prato fosse constituído por uma metade verde (onde se incluem todos os legumes), um quarto de peixe ou carnes brancas e um quarto de massa ou arroz, por exemplo.

“Temos uma panóplia de opções saudáveis que devemos e podemos utilizar no nosso dia-a-dia, de forma a prevenir eventuais doenças e melhorar a nossa qualidade de vida”, conclui o profissional de saúde.

(SP/HG)

Facebook Comments

Comentários no Facebook