Polícia Marítima quer subir efetivo policial para 722 polícias até 2022

Polícia Marítima quer subir efetivo policial para 722 polícias até 2022

449
PARTILHE
Em breve será lançado um concurso para admissão de 25 novos efetivos (Foto D.R.)

A Polícia Marítima conta ter 722 polícias em 2022, um objetivo desenhado pelo Ministério da Defesa através de concursos, sendo o próximo lançado em breve para 25 efetivos, anunciou hoje o comandante-geral desta força policial.

“Acredito que ainda esta semana será lançado um concurso nacional para novos efetivos. Pelo menos 25 devem entrar em breve. O objetivo é ter 722 polícias em 2022. Nos últimos quatro anos foram abertos dois concursos e essa é uma tendência para continuar”, disse o comandante-geral da Polícia Marítima, Luís Carlos de Sousa Pereira.

O responsável, que falava aos jornalistas esta manhã à margem da inauguração do novo posto da Polícia Marítima em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, apontou que atualmente esta força policial tem “cerca de 600 operacionais”, sendo a expectativa “chegar aos 640 em 2020”.

“Esta evolução crescente faz sentido face ao que tem sido o aumento de atividades na costa que, às vezes, é acompanhado de aumento de constrangimentos”, referiu á Lusa Luís Carlos de Sousa Pereira, dando como exemplo os festivais de verão ou os desportos de mar como o surf.

“Cumprimos a nossa missão, temos apoio e as pessoas reconhecem o nosso trabalho, mas há necessidades e a Polícia Marítima, além das atividades marítimas, tem tarefas relacionadas com o policiamento e a fiscalização, portanto o reforço é sempre bem-vindo e importante”, acrescentou.

O comandante-geral destacou ainda a parceria desta força policial com a Marinha, colaboração que permite, disse, que “mais de 95% dos efetivos da Polícia Marítima tenham funções operacionais e não administrativa”.

SAIBA MAIS:

Polícia Marítima abre concurso em julho para 25 novos agentes

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook