Água do mar não chega aos 20ºC e chuva regressa quarta-feira

Água do mar não chega aos 20ºC e chuva regressa quarta-feira

2141
PARTILHE

No litoral, as condições das temperaturas mínimas manter-se-ão na ordem dos 15º aos 16ºC, e as máximas não devem ultrapassar os 23º/25ºC. A água do mar estará fria, influenciada pelas correntes atlânticas, e a chuva regressa já a partir da próxima quarta-feira, prolongando-se por três dias, avança o EXPRESSO.

Correntes frias levam o Algarve a não ultrapassar os 20ºC. A chuva regressa até sexta-feira. O vento continuará a soprar com mais intensidade à tarde.
No Algarve o vento continuará a soprar com mais intensidade no período da tarde (Foto D.R.)

Entre a Figueira da Foz e o Cabo da Roca o céu estará mais cinzento.

“É normal na costa portuguesa, sobretudo no Algarve, haver a influência do Golfo de Cádiz e do levante do estreito de Gibraltar. Esse vento arrasta as águas quentes do Mediterrâneo para a costa sul do país. Mas este ano esse fenómeno tem sido pouco frequente”, explica Ângela Lourenço, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). “É preciso que o levante dure dois ou três dias para que as águas quentes cheguem à nossa costa”, continua a meteorologista.

No Algarve o vento continuará a soprar com mais intensidade no período da tarde. Na costa ocidental, o vento deve soprar com mais intensidade no período da tarde com nortadas por vezes fortes.

“O que se passa que possa ser um bocadinho anormal para a época é a frequência com que este fenómeno acontece. Ou seja, o número de dias seguidos em que as nuvens e as temperaturas mais baixas permanecem”, conclui Ângela Lourenço.

As previsões não vão além de 12 de agosto, não sendo possível antecipar se o verão chegará finalmente em força depois disso.

O mês de julho em balanço

O mês de julho de 2019 em Portugal continental classificou-se como normal em relação à temperatura do ar e seco em relação à precipitação. A temperatura média não excedeu os 22º C e a máxima só chegou aos 29ºC.

Valores da temperatura máxima superiores ao agora registado ocorreram em cerca de 30% dos anos, desde 1931, revela o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Já o valor médio da temperatura mínima do ar foi de 15.38 °C,, apenas 0.24 °C inferior ao valor normal para este período.

Durante o mês de julho os valores de temperatura do ar estiveram próximos dos valores médios excepto entre os dias 10 e 12, que apresentaram valores de temperatura do ar superiores ao normal, sobretudo da temperatura máxima que chegou aos 35,6º C, mais quase 7º C em relação ao valor normal. O IPMA salienta ainda o período entre 17 e 24 de julho como correspondente a valores de temperatura do ar superiores ao normal. Só entre 26 e 30 os valores médios da temperatura foram inferiores.

Os valores da intensidade do vento médio neste mês foram, de forma geral, próximos dos valores normais (1971-2000), excepto nas regiões do Litoral Norte e Centro e também nas regiões de Vale do Tejo, Alentejo e Algarve, onde os valores médios diários foram mais elevados e ligeiramente superiores ao valor normal.

Facebook Comments

Comentários no Facebook