Ryanair vai ter menos 30 aviões para o Inverno 2019/2020

Ryanair vai ter menos 30 aviões para o Inverno 2019/2020

964
PARTILHE

O CEO da Ryanair Holdings sublinhou que a empresa se viu obrigada a fechar ou redimensionar algumas bases, como é o caso da de Faro, pois conta com menos 30 aviões do que inicialmente previsto para o Inverno 2019/2020, avança o TURISVER.

Referindo o Brexit e os atrasos na entrega dos Boeing 737 Max, a Ryanair diz que se viu obrigada a fechar ou redimensionar algumas bases, como é o caso da de Faro.
A Ryanair viu-se obrigada a fechar ou redimensionar algumas bases, como é o caso da de Faro (Foto D.R.)

Entretanto, Eddie Wilson, até agora director de Recursos Humanos da companhia aérea irlandesa assume a presidência executiva da Ryanair, substituindo Michael O’Leary, com início de funções a 1 de Setembro.

O antigo CEO da companhia low cost, que se mantém à frente da Ryanair Holdings, anunciou o seu substituto, num processo de transição que durará três meses, numa nota interna enviada aos trabalhadores da empresa, a que a agência Efe teve acesso.

Na nota, Michael O’Leary desejou ao novo CEO, que entrou na Ryanair em 1997, “êxito” no seu novo cargo, numa altura em que a empresa enfrenta tempos “muito difíceis”, referindo o Brexit e os atrasos na entrega dos Boeing 737 Max como dois dos principais desafios.

Facebook Comments

Comentários no Facebook