Urgência de Obstetrícia do Hospital de Beja encerrada por falta de médicos

Urgência de Obstetrícia do Hospital de Beja encerrada por falta de médicos

387
PARTILHE

A urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Beja está encerrada desde sexta-feira, 16 de agosto. A situação vai prolongar-se até às 8:00 horas deste domingo, “devido à dificuldade em assegurar o número de médicos necessário para o funcionamento do serviço”, avança o jornal Expresso.

A urgência vai estar encerrada até às 8:00 horas deste domingo (Foto D.R.)

Fonte do Hospital José Joaquim Fernandes disse ao afirmou ao Expresso, “não ser normal o encerramento ocorrer duas vezes numa semana”. O problema coloca-se, “sobretudo em períodos de férias ou feriados alargados”, dado as escalas para o funcionamento deste serviço obrigarem à presença de dois clínicos. Uma vez que “são médicos prestadores de serviços” (ou seja, externos ao estabelecimento hospitalar), “nestes períodos é mais difícil conseguir a colocação”, explicou o gabinete de comunicação do hospital.

Esta é a segunda vez durante esta semana que o serviço é temporariamente encerrado. As grávidas que se deslocarem ao Hospital de Beja, são encaminhadas para Évora (80 quilómetros de distância) ou Faro (140).

As que por meios próprios se dirigem ao hospital de Beja são encaminhadas para Évora”, explicou a mesma fonte ao Expresso. “Não estando em situação de parto iminente” terão de se dirigir por meios próprios também. Há situações em que a grávidas são diretamente encaminhadas pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), caso em que “podem seguir para Faro”, de acordo com a gestão feita pelo serviço, “em função do lugar concelho de residência”, por exemplo.

(SP/HDF)

Facebook Comments

Comentários no Facebook