A anemia não escolhe idades: saiba como a prevenir e a tratar

A anemia não escolhe idades: saiba como a prevenir e a tratar

818
PARTILHE
- PUB -

A anemia constitui um importante problema de Saúde Pública de todo o mundo, incide tanto nas populações de países desenvolvidos como em vias de desenvolvimento.

A OPINIÃO de BEJA SANTOS;
Assessor do Instituto de Defesa do Consumidor; Consultor do POSTAL

É mais prevalente em crianças e grávidas, mas pode afetar também mães a amamentar, mulheres adultas em fase reprodutiva, adolescentes, homens e idosos. Segundo a Organização Mundial de Saúde, é larguíssima a percentagem da população mundial que dela padece, sendo a sua prevalência entre as crianças com menos de dois anos de aproximadamente cinquenta por cento.

A anemia carateriza-se por uma redução dos glóbulos vermelhos ou da hemoglobina (a proteína que transporta o oxigénio) no sangue, comprometendo o adequado fornecimento de oxigénio às várias partes do corpo. Há diversas causas para a anemia: o défice de ferro ou de vitaminas como a B12, as hemorragias e as doenças crónicas; mas a anemia mais comum é a anemia devido ao défice de ferro. A anemia manifesta-se por palidez, cansaço, indisposição, incapacidade para fazer exercício, tonturas, palpitações e muito mais. O défice de ferro pode produzir os seus próprios sintomas, como é o caso da malacia (apetência por elementos não alimentícios como terra), a inflamação da língua e cortes nas comissuras na boca e nas unhas. É face a estes sintomas que o médico pode requerer análises que permitem conhecer o perfil dos constituintes do sangue.

A deficiência de ferro pode ser prevenida através de um regime alimentar adequado. Recorde-se que há doenças como a insuficiência renal ou as desordens hemorrágicas que carecem de um quadro preventivo diferente. O recurso a suplementos de ferro pode ser uma das precauções médicas, devendo o profissional de saúde estar atento ao regime alimentar do doente (como é o caso daqueles que seguem regimes vegetarianos muito severos). No caso da anemia por falta de ferro a reposição é feita recorrendo a medicamentos.

A deficiência de ferro pode ser prevenida através de um regime alimentar adequado

A toma de medicamentos contendo ferro é normalmente recomendada entre as refeições. Por forma a melhorar a absorção do ferro, é aconselhada a ingestão de alimentos ricos em vitamina C. É totalmente desaconselhada qualquer forma de automedicação, pode ser prejudicial a toma de ferro por pessoas que dele não necessitem. O tratamento de uma anemia carece de cuidados médicos para identificar as causas e a terapêutica mais adequada. Os medicamentos à base de ferro são melhor absorvidos com o estômago vazio. Não suspenda o tratamento sem instruções médicas. Lembre-se de que se estiver medicado com ferro as suas fezes aparecerão mais escuras do que o habitual. Não se assuste. Esta cor deve-se ao ferro que não foi absorvido e é eliminado pelas fezes. Algum tempo após o fim de tratamento, as fezes adquirem a cor normal.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook