Portugal está em alerta vermelho até domingo

Portugal está em alerta vermelho até domingo

577
PARTILHE

O Governo declarou a situação de alerta de agravamento do risco de incêndio florestal entre a meia-noite de quarta-feira e as 23:59 horas de domingo, para todo o território continental.

O alerta surge depois de a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) já ter emitido um alerta vermelho para 15 distritos do centro, norte e sul do país, devido às temperaturas elevadas previstas para os próximos dias e risco agravado de incêndios.

Entre outras medidas de caráter excecional no âmbito da situação de alerta, consta a “elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP”, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamento e apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, e a proibição total de utilização de fogo de artifício ou de outros artefactos pirotécnicos.

Do rol daquelas medidas consta também a dispensa dos trabalhadores do setor público e privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário e a mobilização em permanência das equipas de sapadores florestais, avança a Agência Lusa.

- Pub -

Prevê ainda a proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais e caminhos rurais. Estão também proibidas queimadas e queimas de sobrantes de exploração, além da utilização de trabalhos nos espaços florestais, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais.

O despacho governamental determina à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a emissão de aviso à população sobre o perigo de incêndio rural e prevê ainda a solicitação à Força Aérea da disponibilização de meios aéreos para, se necessário, estarem operacionais nos Centros de Meios Aéreos a determinar pela ANEPC.

Está prevista a realização pela GNR de ações de patrulhamento e fiscalização aérea através de meios da Força Aérea, nos distritos em Estado de Alerta Especial (EAE), incidindo nos locais sinalizados com um risco de incêndio muito elevado e máximo.

Previstas rajadas até 70 quilómetros

Segundo o jornal Expresso, para esta quinta-feira o IPMA prevê “tempo quente e vento moderado a forte, com rajadas, no litoral Norte e Centro e nas terras altas”. Estão previstas “rajadas até 70 quilómetros por hora até final da manhã e a partir do final da tarde”. Já amanhã, de acordo com o IPMA, também é esperada a ocorrência de vento “por vezes forte nas terras altas”.

No sábado, é esperado céu geralmente limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade no interior do Baixo Alentejo e Algarve durante a tarde. “Vento fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante leste, temporariamente de noroeste durante a tarde na faixa costeira ocidental, e sendo moderado a forte (até 40 km/h) nas terras altas até meio da manhã e a partir do final da tarde, com rajadas até 65 km/h no Norte e Centro”, aponta o IPMA.

Ainda segundo o Expresso, cerca de uma centena de concelhos de 15 distritos de Portugal continental apresentam esta quinta-feira risco máximo de incêndio – cerca de cem concelhos dos distritos de Faro, Beja, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Leiria, Coimbra, Guarda, Viseu, Porto, Aveiro, Vila Real, Braga, Viana do Castelo e Bragança.

(CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook