Vítima da brutal agressão de vizinho de férias continua internada

Vítima da brutal agressão de vizinho de férias continua internada

3627
PARTILHE

A Mónica “está internada na Plástica [no Hospital Santa Maria, em Lisboa], a qualquer momento pode ir para o Bloco”, referiu a irmã, esta tarde, nas redes sociais, em consequência da brutal agressão que ambas foram vítimas por um vizinho que se encontrava em férias na Altura, Castro Marim.

Vizinho partiu para brutal agressão ao ser avisado estar a fazer muito barulho (Foto D.R.)

Conforme e o POSTAL noticiou, duas irmãs foram pedir ao vizinho para fazerem menos barulho às duas horas da madrugada de quinta-feira e acabaram brutalmente agredidas.

Mónica ficou com o maxilar partido e sem vários dentes (Foto D.R.)

Segundo o testemunho da irmã, Ana Luz, “por volta das 2 horas da madrugada, havia muito barulho na rua e a minha irmã foi ver se eles se apercebiam e se calavam mas não…
Então, ela voltou a entrar em casa e deitou-se, mas o barulho continuava e eu decidi dirigir-me lá à porta deles e pedi para fazerem menos barulho.
Entretanto, um indivíduo, do nada, vira-se e diz “eu faço o barulho que eu quiser, porque eu não trabalho estou de férias e por isso posso fazer o barulho que quiser, ainda vou pôr a musica mais alta”.

Entretanto, virei costas e fui ligar à GNR de Castro Marim, sem lhe dirigir mais a palavra, no qual ele diz em voz alta: “ela chame a Guarda chame a Put@ da m@e dela” e eu voltei-me para trás e disse “olhe que eu não lhe faltei ao respeito”.
Nisto, ele veio na minha direção a correr e levanta o pé no ar para me agredir, mas consegui jogar-me ao chão para ele não me atingir, mas quando ele me vê no chão começou a dar-me pontapés e socos.

- Pub -

Entretanto, a minha irmã viu ele estar a agredir-me e foi [tentar] salvar-me, mas foi quando ele deu um soco na minha irmã que a deixou inconsciente no chão, cheia de sangue e sem os dentes da frente, depois ainda lhe deu um pontapé na cara e partiu-lhe o maxilar…

Uma das miúdas, que estava lá em casa com eles, ainda gritou “Pára que já a mataste!”, mas ele respondeu: “cala-te se não levas também!”.
Entretanto, a minha irmã estava no chão sem reação e eu a chamar por ela e ela nada… quando recuperou os sentidos, levei-a para dentro de casa e chamei o 112 depois veio a GNR que foi identifica-lo”.

Ambas foram vítimas de agressão por um vizinho que se encontrava em férias (Foto D.R.)

A inusitada agressão está a gerar uma grande revolta popular em Altura, que vai obrigar uma das irmãs a ter que ser operada à cara e que tem o maxilar e vários dentes partidos.

A Mónica “está internada na Plástica, a qualquer momento pode ir para o Bloco”, referiu a irmã, esta tarde. A GNR identificou agressor.
A inusitada agressão está a gerar uma grande revolta popular em Altura (Fotos D.R.)

Segundo a mesma irmã, o tal vizinho agressor estaria de férias, em Altura, concelho de Castro Marim.

MAIS EM:

Vizinho parte para agressão brutal ao ser avisado estar a fazer barulho

Facebook Comments

Comentários no Facebook