ALGAR conclui parque solar fotovoltaico nas suas instalações

ALGAR conclui parque solar fotovoltaico nas suas instalações

552
PARTILHE
Parque solar fotovoltaico da Estação de Transferência Faro/Loulé/Olhão, junto à sede
Parque solar fotovoltaico da Estação de Transferência Faro/Loulé/Olhão, junto à sede

A ALGAR tem apostado na modernização e melhoria contínua dos equipamentos e infra-estruturas que dispõe, procurando aumentar a sua eficiência ao mesmo tempo que evita o excessivo consumo de recursos naturais. Neste sentido, a empresa concluiu recentemente a empreitada de construção do parque solar fotovoltaico da Estação de Transferência de Faro/Loulé/Olhão, para autoconsumo energético.

Segundo refere em nota de imprensa, “a instalação tem uma dupla função, pois serve de cobertura no parque de estacionamento, evitando a acção dos agentes climatéricos sobre as viaturas e, principalmente, permitirá a produção da energia necessária para que as instalações que ali funcionam sejam energeticamente auto-suficientes durante o período laboral”.

Para uma potência instalada de 153.6 kWp conforme solução concebida, a produção expectável de energia eléctrica pela central é de cerca de 266,2 MWh/ano.

“O projecto obteve um financiamento comunitário do FEDER através do Programa Operacional Regional do Algarve – PO Algarve 21 – que se encontra inserido no QREN. Considerando o investimento de 208 mil euros e uma taxa de comparticipação de 65% com um máximo de apoio de 132 mil e 782 euros do FEDER, o payback esperado é de cerca de quatro anos”, explica a ALGAR.

- Pub -

“O objectivo global do projecto traduz-se na promoção da eficiência energética com redução dos consumos energéticos de combustíveis fósseis, no uso generalizado de energias renováveis (permitindo a descentralização da produção de energia), a racionalização dos custos e do impacte ambiental (com base nos investimentos em novas formas de energia) e, na redução das emissões de dióxido de carbono (CO2) contribuindo para a redução dos GEE’s”, acrescenta.

A empresa tem ao longo dos tempos procurado dinamizar e implementar novas medidas práticas e inovadoras que visem reduzir o consumo de energia eléctrica, tendo para isso já iniciado um novo estudo de viabilidade técnico-económico para a instalação, em semelhança, de um parque solar fotovoltaico no Aterro Sanitário Barlavento e, posteriormente se viável, na Central de Valorização Orgânica em São Brás de Alportel.

“Procuramos cada vez mais garantir um futuro mais amigo do ambiente na região algarvia”, conclui a empresa.

Facebook Comments

Comentários no Facebook