Pesca de sardinha em Portimão interdita a partir do meio-dia

Pesca de sardinha em Portimão interdita a partir do meio-dia

548
PARTILHE
Profissionais do sector vão receber compensações financeiras que podem chegar aos 27 euros por dia
Profissionais do sector vão receber compensações financeiras que podem chegar aos 27 euros por dia

A pesca da sardinha em Portimão vai estar interdita a partir do meio-dia de hoje, devido ao esgotamento da quota local anual de captura de 700 toneladas.

De acordo com Jorge Vairinhos, da Cooperativa dos Armadores de Pesca do Barlavento (Barlapescas), a comunicação da Direcção-Geral dos Recursos Naturais a interditar a captura de sardinha naquele porto, foi enviada aos armadores na quinta-feira à tarde.

A imposição entra em vigor quase uma semana depois da interdição na zona de Peniche e da Nazaré. Os armadores e tripulantes vão receber compensações financeiras pela interdição da pesca de sardinha, que no caso dos pescadores pode ir até 27 euros por dia, segundo a portaria publicada em Diário da República.

Em Julho, o parecer do Conselho Internacional para a Exploração dos Mares (ICES, na sigla inglesa) recomendou que os totais admissíveis de capturas (TAC) da sardinha em águas ibéricas se devem limitar a 1.587 toneladas em 2016. Este valor é cerca de um décimo do permitido este ano, já considerado insuficiente pelos pescadores.

Apesar das críticas das associações do sector e dos autarcas, a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, disse no sábado que estava fora de hipótese estender o tempo de captura ou aumentar a quota da sardinha, sob pena de no futuro ser imposta uma quota para a sardinha ainda mais penalizadora.

Na quinta-feira, a Plataforma de Organizações Não-Governamentais para a Pesca defendeu que as quotas de sardinha não devem ser aumentadas, considerando que deve haver um reforço na investigação e que os pareceres científicos existentes devem ser respeitados.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook