Dança de cadeiras muda dirigentes do IEFP Algarve

Dança de cadeiras muda dirigentes do IEFP Algarve

706
PARTILHE
Jovens podem candidatar-se a apoios para desenvolver projectos e ideias de negócios
Novos rostos vão assumir funções de direcção no IEFP Algarve

Quatro directores e directores-adjuntos do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) do Algarve foram ontem exonerados de funções  após reunião que os mesmos mantiveram com a nova delegada regional do IEFP, Madalena Feu.

A cessação de funções que produz efeitos, ao que o POSTAL apurou junto de fonte ligada ao processo, no próximo domingo, atingiu os diretores dos Centros de Emprego e Formação Profissional do Barlavento e de Faro, bem como, os diretores-adjuntos de Faro e Lagos. Foram ainda exonerados dois coordenadores.

As nomeações por concurso público de que tinham sido alvo todos estes quadros dirigentes, para uma comissão de serviço de três anos, foram interrompidas antes de completado um ano sob o seu início.

A causa invocada para a decisão do IEFP, sem qualquer aviso prévio, – sabe o POSTAL através da mesma fonte – foi a “necessidade de imprimir nova orientação à gestão dos serviços”.

A história parece repetir-se nestes casos com moldes similares aos que levaram à exoneração do anterior delegado regional do IEFP do Algarve, afastado a 31 de Dezembro do passado ano, cinco dias antes de ter direito a indemnização pelo cargo que ocupava, também ele alvo de selecção por concurso público. Um processo que teve repetição noutras regiões do país à semelhança do que acontece com a mexida de cadeiras nos quadros dirigentes intermédios do IEFP Algarve registada ontem.

Os novos dirigentes devem tomar posse de funções na próxima segunda-feira, ocupando assim os cargos em vaga como resultado de uma dança de cadeiras que teve início com a tomada de posse do actual Governo que tem à frente da pasta da tutela, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva.

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook