Algarve com Autoridade Intermunicipal dos Transportes até final do ano

Algarve com Autoridade Intermunicipal dos Transportes até final do ano

547
PARTILHE
Castro Marim, Alcoutim e Vila Real de Santo António são possíveis candidatos a novos percursos de transportes
Castro Marim, Alcoutim e Vila Real de Santo António são possíveis candidatos a novos percursos de transportes

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) vai ser também a Autoridade Intermunicipal dos Transportes da região até ao final deste ano, anunciou ontem o primeiro secretário do organismo, Miguel Freitas, durante um fórum sobre a mobilidade urbana sustentável.

Esta é uma das primeiras medidas do projecto VAMUS, da AMAL, responsável pelo diagnóstico de problemas existentes na região em termos de mobilidade e por encontrar soluções eficazes que promovam o uso de transportes colectivos e modos de deslocação suaves como as bicicletas.

Horários articulados entre diferentes carreiras e tipos de transportes existentes na região, venda de bilhetes que integrem diferentes tipos de transporte e informação disponível para residentes e turistas são passos práticos que a AMAL quer concretizar em 2017.

Neste âmbito, está em curso um projecto na área tecnológica que deverá disponibilizar todas as possibilidades de transporte da região no telemóvel, no computador e noutros dispositivos.

“Estamos a desenvolver plataformas tecnológicas que vão permitir integrar todas as redes de transporte de passageiros, ferroviárias, rodoviárias, aéreas e fluviais para que os cidadãos possam ter uma visão única e integrada da rede existente e planear as suas deslocações”, explicou Vasco Pinheiro, da empresa Focus BC, parceira da AMAL neste projecto.

A Autoridade Intermunicipal dos Transportes será oficializada na próxima assembleia geral da AMAL

À margem do evento, Miguel Freitas explicou que a Autoridade Intermunicipal dos Transportes do Algarve será oficializada na próxima assembleia geral da AMAL após a aprovação da iniciativa nas 16 assembleias municipais da região.

“O grande objectivo da criação da autoridade intermunicipal de transportes é a questão dos transportes públicos intermunicipais de passageiros”, explicou o primeiro secretário, também responsável técnico da componente da mobilidade e transportes.

O trabalho vai incluir a articulação com os transportes inter-regionais.

Num primeiro momento a AMAL vai fazer a validação das carreiras existentes e do seu funcionamento para passar alvarás transitórios que se tornarão definitivos em 2019, através de concursos públicos.

A AMAL será ainda responsável pelo lançamento de concursos públicos para novos percursos.

Castro Marim, Alcoutim e Vila Real de Santo António são possíveis candidatos a estes novos percursos, uma vez que actualmente não têm transportes públicos, um ponto destacado pelas equipas que fizeram os planos de acção para a mobilidade urbana sustentável do sotavento, do barlavento e do centro algarvios.

O VAMUS desenvolve-se em quatro vertentes: mobilidade urbana sustentável, a criação da autoridade intermunicipal de transportes, um plano de segurança rodoviária e um plano de promoção da mobilidade eléctrica.

O projecto visa a criação de novos modelos de mobilidade sustentável no distrito de Faro com objectivos que os responsáveis querem atingir até 2020 e outros objectivos a concretizar até 2030.

Este é o terceiro plano deste género do país, depois de Lisboa e Porto.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook