São Brás de Alportel: Requalificação do Largo de São Sebastião com 65%...

São Brás de Alportel: Requalificação do Largo de São Sebastião com 65% de financiamento comunitário

678
PARTILHE
Encontro juntou autarcas de toda a região, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas e o Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão

O presidente da Câmara de São Brás de Alportel, Vítor Guerreiro, assinou esta terça-feira o protocolo referente à candidatura do Plano de Acção de Regeneração Urbana (PARU), um compromisso que garante financiamento a 65% de um conjunto de obras, entre as quais se destaca a reabilitação do Largo de São Sebastião, com início previsto até final de Novembro de 2016.

A aprovação da candidatura do PARU decorreu esta terça-feira, dia 25 de Outubro, no âmbito do Encontro Cinco Regiões, Mais Investimento, realizado na sede da CCDR Algarve, que juntou autarcas de toda a região, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques e o Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson Souza.

O Plano de Revitalização do Centro Histórico engloba uma estratégia, que toma forma em diversas acções e iniciativas. Em Março do corrente ano, a Câmara de São Brás de Alportel aprovou a delimitação de uma Área de Reabilitação Urbana (ARU), coincidente com os limites do centro histórico, com o objectivo de incentivar as intervenções de reabilitação urbana neste território.

No seguimento deste trabalho a autarquia criou e submeteu o PARU a uma candidatura a fundos comunitários, agora aprovada a 65%. Este novo investimento integra as seguintes obras: requalificação do Largo de São Sebastião e ruas adjacentes, uma obra constituída por 3 fases (Largo de São Sebastião, requalificação do 1º troço da Avenida da Liberdade e ainda a requalificação da Rua Gago Coutinho), reabilitação de edifício na Rua Teófilo de Braga para criação de Espaço Memória do Município, reabilitação do imóvel sede do Moto Clube de São Brás e Associação Jovem Sambrasense, Requalificação do Pátio do Burguel e áreas adjacentes, reabilitação do edifício quatro olhos – retrosaria tradicional, arranjo urbanístico do espaço exterior da Igreja Matriz, com recuperação do património e gestão e monitorização de um programa de incentivo à regeneração urbana.

Segundo Vítor Guerreiro, presidente da autarquia, “esta nova conquista visa todo um conjunto de intervenções de conservação e reabilitação de edifícios que no seu conjunto virá potenciar o valor histórico e turístico do centro histórico são-brasense, bem como incrementar uma nova dinâmica económica e social. A primeira obra a avançar, até final de novembro, será a Reabilitação do Largo de São Sebastião, um espaço emblemático de grande significado para os são-brasenses e essencial na circulação do núcleo urbano. Esta primeira fase reporta a um investimento global de 315.450 euros com iva incluído, sendo que a câmara municipal apenas suporta 35% deste montante.”

Facebook Comments

Comentários no Facebook