Enfermeiros aproveitam visita de Secretário de Estado para exigir ‘mais condições’

Enfermeiros aproveitam visita de Secretário de Estado para exigir ‘mais condições’

951
PARTILHE
dsc08113
Manuel Delgado deslocou-se ao Algarve para a inauguração da USF Atlântico Sul no Centro de Saúde de Portimão

No decurso da visita de Manuel Delgado, Secretário de Estado da Saúde ao Algarve, os enfermeiros da Urgência de Portimão aproveitaram o momento para entregar uma cópia do manifesto “Por condições de trabalho dignas e cuidados de saúde e de qualidade e segurança”, dirigido ao Ministro da Saúde.

A propósito da inauguração da USF Atlântico Sul no Centro de Saúde de Portimão, Manuel Delgado avançou que a solução para a resolução dos problemas dos serviços de Urgência passam também “pelo reforço dos Cuidados dos Saúde Primários e por uma maior disponibilidade dos profissionais junto dos utentes no sentido de se prevenir idas à urgência”.

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) refere em nota de imprensa que solicitou, no momento, uma breve reunião ao Secretário de Estado da Saúde, na qual alertou que “para a concretização do seu discurso são necessários mais meios, nomeadamente cerca de 150 enfermeiros nos Cuidados de Saúde Primários e 450 nos Hospitais Algarvios e ainda viaturas, tendo em conta que as existentes são insuficientes, com avarias frequentes e algumas bastante degradadas”.

Segundo o SEP, o Secretário de Estado foi incoerente na resposta dada primeiramente aos enfermeiros e posteriormente à TVI.

“Ao SEP, o Secretário de Estado apontou como constrangimento as questões orçamentais, razão pela qual estranhamos que as suas declarações à TVI tenham sido “o problema não está na capacidade do governo ou na vontade em admitir as pessoas, o problema está (…) na dificuldade que temos em cativar recursos para o Algarve”. Afinal em que ficamos?”, interroga o sindicato no final do documento.

Facebook Comments

Comentários no Facebook