Empresários algarvios apostam na China liderados por Ricardo Mariano

Empresários algarvios apostam na China liderados por Ricardo Mariano

4496
PARTILHE
20171116_164851
Ricardo Mariano encontra-se entre os maiores empregadores regionais do sector privado

Ricardo Mariano quer fazer entrar o gigante asiático na rota empresarial do Algarve e não hesita em classificar como ‘fundamental’ o “conhecimento de realidades empresariais e mercados com escalas que multiplicam a portuguesa ou mesmo a europeia várias vezes, como forma de permitir a abertura de horizontes àqueles empresários ou empreendedores que têm inscrito no seu ADN o crescimento dos respectivos negócios”.

Esta é a razão para que o empresário algarvio de 31 anos – que já se encontra entre os maiores empregadores regionais do sector privado – tenha decidido avançar com viagens de grupo à China, totalmente focadas na abertura de portas e canais privilegiados para trocas comerciais entre os dois países, bem como na tomada de consciência por parte dos Homens de negócios algarvios, quer das oportunidades de trabalho, quer das inovações, quer ainda das formas de negociação que os grandes conglomerados empresariais chineses adoptam.

Uma potência do outro lado do mundo, aqui tão perto neste mundo globalizado

A China é, segundo dados divulgados já este ano pelo FMI e pela ONU, o maior mercado nacional do mundo, enquanto país com a maior população do planeta, representa mais de 18% do PIB mundial e é o maior potentado exportador do mercado internacional.

“Estas são razões mais do que suficientes, acredita Ricardo Mariano, para que “não só não se deva ignorar o ‘grande dragão’, como se impõe acompanhar e conhecer a sua evolução, pois é ela que dita hoje parte do que o amanhã será em termos empresariais”.

Ricardo Mariano descobriu a China há seis anos

Seis anos bastaram para que a China deixasse de ser para Ricardo Mariano apenas uma geografia do planisfério, passando a integrar o seu universo empresarial que contará em breve com mais de uma dezena de empresas, das quais uma boa parte trabalham directamente com o mercado chinês. “Tenho empresas perfeitamente consolidadas na relação com operadores chineses e estamos em vias de lançar projectos inovadores também assentes nesta plataforma sino-lusitana em que venho apostando.

A partilha do know-how para o sucesso no mercado chinês
20171107_154250
Ricardo Mariano fez-se acompanhar à China por cinco empreendedores algarvios

Avesso ao lema tido por muitos como o fundamento dos grandes empresários – o segredo é a alma do negócio – Ricardo Mariano defende e vem provando ao longo da sua actividade que a partilha de conhecimento não só não coloca em causa o sucesso de um empresário, como determina relações fortes entre aqueles que são diariamente os players principais do motor económico.

Depois de uma primeira tentativa de criar uma missão empresarial do Algarve à China, frustrada, Ricardo Mariano não desiste daquilo que considera ser “o desafio de permitir aos empresários da região, com quem trabalho todos os dias, a possibilidade de conhecerem um mercado de enorme escala e perfil empresarial diverso do europeu e português, sem terem de enfrentar as dificuldades que eu tive inicialmente em entrar no mundo dos negócios do gigante asiático”.

Exactamente por isso, recentemente o empresário fez-se acompanhar por outros cinco empreendedores algarvios numa visita que percorreu Shenzhen – a capital mundial electrónica -, Hong Kong, Macau e a vizinha Guangzhou, capital da província de Guangdong.

Nesta incursão pela China empresarial participaram Humberto Brito, que desenvolve actividade na área da construção civil, Luís Rita, que opera no sector da programação informática, Henrique Dias Freire, ligado à comunicação social e proprietário e director do POSTAL, Alex Philipp, um dos homens fortes da Timing, e finalmente, Kevin Sky um produtor musical e dj que aposta na conquista de vários mercados internacionais.

Um mundo de oportunidades

“As oportunidades são de quem as aproveita e nesta medida o conhecimento é determinante”, refere Ricardo Mariano que nesta passagem pela China visitou com os restantes empresários da região a Hi-Tech Fair, a maior feira de alta tecnologia do mundo, e a Canton Fair, que no conjunto das suas três fases é um dos locais do mundo onde mais negócios se fecham.

“A dimensão e potencialidades do mercado chinês e da sua oferta ao nível de produtos para exportação são incomensuráveis e por isso não podem ser negligenciáveis por quem procura o sucesso nos negócios”, diz.

Integrar a China na vida dos empresários do Algarve

Apesar da resistência inicial Ricardo Mariano acredita que conseguirá passar a mensagem de quão é importante para o empresariado dominar as relações e transacções com a China.

No intuito de cada vez mais integrar a China na rota dos empresários e empreendedores algarvios e de uma só vez alcançar o objectivo de ajudar a equilibrar a balança comercial com a China desfavorável a Portugal.

Para isso Ricardo Mariano aposta em iniciar já em 2018 exportações para as três maiores cidades da província de Guangdong.

Facebook Comments

Comentários no Facebook