Operação ‘Natal Tranquilo’ da GNR termina com sete mortos em cinco dias

Operação ‘Natal Tranquilo’ da GNR termina com sete mortos em cinco dias

1143
PARTILHE
Patrulhamento rodoviário decorreu entre sexta e segunda-feira, em todo o país, e envolveu mais de 6.500 guardas

Uma pessoa morreu nas estradas fiscalizadas pela GNR na terça-feira, o quinto e último dia da operação “Natal Tranquilo”, fazendo subir para sete o número de vítimas mortais em acidentes desde sexta-feira, segundo dados provisórios da corporação.

Segundo os números divulgados no site da GNR, a vítima mortal de terça-feira resultou de um acidente no distrito de Castelo Branco.

No mesmo dia foram registados sete feridos graves e 83 ligeiros num total de 209 acidentes.

A operação “Natal Tranquilo” acumulou até ao final do dia de terça-feira 932 acidentes.

- Pub -

Desde sexta-feira foram registados 19 feridos graves e 299 feridos ligeiros.

A GNR registou quatro mortos nas estradas nos primeiros dois dias da operação “Natal Tranquilo”: uma pessoa morreu no distrito do Faro na sexta-feira, e outras três morreram no sábado em acidentes nos distritos de Aveiro, Porto e Setúbal.

Já no dia de Natal, o quarto dia da operação “Natal Tranquilo”, morreram duas pessoas em acidentes ocorridos em Portalegre e Santarém.

A operação da Guarda Nacional Republicana (GNR) decorreu entre sexta-feira e terça-feira com o patrulhamento rodoviário, em todo o país, das vias com maior tráfego neste período do ano, e com mais de 6.500 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais destacados para a operação.

Comentários no Facebook