Castro Marim: morte por doença é afinal homicídio confessado pelo amante

Castro Marim: morte por doença é afinal homicídio confessado pelo amante

2219
PARTILHE
A vítima Carlos Corriente era primo de Paco de Lucia e foi o grande impulsionador do concerto que o guitarrista deu em Castro Marim, em agosto de 2005.
A vítima Carlos Corriente era primo de Paco de Lucia e foi o grande impulsionador do concerto que o guitarrista deu em Castro Marim, em agosto de 2005 (Foto D.R. Jornal do Algarve)

Um homem de 63 anos foi encontrado morto na sua habitação, no passado dia 31 de Março, em Castro Marim. O que se pensava ser uma morte causada por doença cardíaca, tratou-se afinal de um homicídio. No dia de ontem, sexta-feira, 6 de Abril, um indivíduo entregou-se à PSP admitindo ser o autor do crime.

A vítima Carlos Corriente era primo de Paco de Lucia e foi o grande impulsionador do concerto que o guitarrista deu em Castro Marim, em agosto de 2005, segundo apurou o Jornal do Algarve.

Carlos Corriente foi encontrado sem vida na sua residência, em Rio Seco, Castro Marim, após uma vizinha estranhar a ausência do mesmo e ter contactado a GNR.

Após vistoria ao local, os guardas não detectaram quaisquer sinais de violência ou de roubo. Admitindo que não existia sinais de crime, comunicaram o caso apenas ao Ministério Público e não às autoridades competentes.

A vítima, que vivia sozinha, sofria de problemas cardíacos e por isso a autópsia não foi realizada por não ter sido considerada prioritária.

Ontem, dia 6 de Abril, seis dias após o corpo ter sido encontrado, um indivíduo de 37 anos dirigiu-se à GNR de São Brás de Alportel admitindo ter assassinado a vítima com um taco de basebol. Acrescentou que ambos mantinham uma relação amorosa e que no dia fatídico tinham discutido, apurou o POSTAL junto de uma fonte da GNR.

Ainda nas instalações da GNR, o autor confesso admitiu ter limpado a zona e mudado o corpo de local. Por fim, referiu onde se encontrava a arma do crime.

A Polícia Judiciária está agora a tomar conta do caso e o homicida encontra-se em prisão preventiva.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook