Faro, o quinto distrito com mais procura imobiliária

Faro, o quinto distrito com mais procura imobiliária

1108
PARTILHE
Quanto mais próximo da praia estiver o imóvel mais elevado é o seu valor (Foto D.R.)
Quanto mais próximo da praia estiver o imóvel mais elevado é o seu valor (Foto D.R.)

Região tem registado um crescimento ímpar, tanto a nível turístico como a nível económico.

Como já é conhecido, o Algarve conta com quase 200 quilómetros de costa que fazem as delícias de portugueses e estrangeiros. Ao longo dos últimos anos, muitas foram as publicações que nomearam esta região, não só como um excelente destino de férias, mas também como um óptimo local para se viver. Neste sentido, a região algarvia tem registado um crescimento ímpar, tanto a nível turístico como a nível económico.

O clima, a gastronomia e as praias atraem cada vez mais pessoas interessadas em arrendar ou adquirir imóveis na região mais a sul de Portugal. Contudo, os valores que os mercados imobiliários apresentam, encontram-se um pouco acima do que seria desejável.

Comprar um apartamento no Algarve pode rondar os mil, 779 euros por metro quadrado, sendo que a média se encontra nos 167 mil, 354 euros. Para arrendar, o valor médio ronda os cinco euros por metro quadrado, com uma média que se aproxima de 447 euros semanais. Já o preço por apenas um quarto pode custar dez euros por metro quadrado, numa média que totaliza os 192 euros.

- Pub -

Em relação às moradias para venda, os valores rondam os 2 mil e 131 euros por metro quadrado e o valor total uma média de 479 mil e 321 euros. Em relação ao arrendamento, o valor fixa-se nos seis euros por metro quadrado, com uma renda mensal de 732 euros. Estes valores foram calculados em média para toda a região do Algarve, quanto mais próximo da praia estiver o imóvel pretendido mais elevado será o valor.

O Algarve, nomeadamente o distrito de Faro, encontra-se em quinto lugar na lista dos distritos com maior procura imobiliária no país. E a percentagem de interessados em adquirir ou arrendar um imóvel na região ronda os 5%. Todavia, a oferta no sector imobiliário é de cerca de 8% do total nacional, encontrando-se mesmo em quarto lugar na lista dos distritos com maior oferta. Quanto às tipologias mais procuradas, os apartamentos T2, T3 e as moradias T2, T3, T4 e superior encontram-se no topo da tabela.

Visto que o mercado imobiliário contou no ano passado com valores astronómicos, com que há muito já não se deparava, as expectativas para o ano de 2018 estão bastante elevadas.

(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

Comentários no Facebook