Lagoa inaugura Caminho dos Promontórios e restaura Torre da Lapa (com fotogaleria)

Lagoa inaugura Caminho dos Promontórios e restaura Torre da Lapa (com fotogaleria)

500
PARTILHE

O município de Lagoa inaugurou na semana passada um novo percurso pedestre de interpretação da natureza: o Caminho dos Promontórios. Na cerimónia descerraram a placa o vice-presidente da Câmara de Lagoa, Luís Encarnação; o capitão do Porto de Portimão, comandante Ricardo Santos Arrabaça; e o arquitecto paisagista da autarquia, José Vieira.

José Vieira recordou que o Caminho dos Promontórios se estende ao longo de sete quilómetros e permitirá fazer o percurso entre a Praia do Molhe (Ferragudo) e a Praia do Paraíso (Carvoeiro), no sector poente do litoral do concelho, passando por locais de rara beleza. O percurso encontra-se identificado com sinalética própria e zonas de paragem que permitem usufruir da magnífica paisagem deste percurso.

À comitiva, juntou-se o presidente da Câmara Municipal, Francisco Martins, e a directora Regional de Cultura, Alexandra Gonçalves, para mais uma inauguração na mesma manhã: o restauro da Torre da Lapa, uma estrutura de vigilância costeira construída no século XVI e inserida no Caminho dos Promontórios.

Junto ao monumento, bem patrimonial referenciado, e que, segundo a directora regional de Cultura do Algarve, “será brevemente classificado como imóvel de interesse nacional”, foi enterrada uma cápsula do tempo que guarda dados como a mensagem de inauguração (lida na ocasião pelo Vereador Jorge Pardal), o contrato da empreitada de conservação e restauro da Torre da Lapa, uma impressão da 1.ª página do jornal Sul Informação, bem como um artigo do mesmo sobre o tema, duas moedas de 2018 e uma foto instantânea dos autarcas no momento inaugural. Dentro da cápsula foi ainda inserida uma USB com o time lapse “Consolidação da Torre da Lapa” e o documentário “A Torre de Atalaia de Vale de Lapa na Defesa da Costa Algarvia”, lançado online no momento por Francisco Martins (ver mais aqui). “Quando daqui a 100 anos abrirem isto, já não há computadores para abrir esta pen e ver o que está lá dentro”, gracejou Francisco Martins na altura.

Facebook Comments

Comentários no Facebook