Jornal “The Telegraph” dá Olhão como alternativa a Lisboa e Porto “disneyficadas”

Jornal “The Telegraph” dá Olhão como alternativa a Lisboa e Porto “disneyficadas”

826
PARTILHE
Olhão “conseguiu manter-se à margem do excesso de construção que uma grande parte do Algarve sofreu” (Foto D.R.)
Olhão “conseguiu manter-se à margem do excesso de construção que uma grande parte do Algarve sofreu” (Foto D.R.)

O jornal britânico The Telegraph compara a capital portuguesa e a cidade do Porto com Veneza, a cidade italiana que se “disneyficou“ e sugere cinco alternativas portuguesas onde consta Olhão.

Num longo texto, o jornal fala na crescente saturação de turistas ao ponto de se tornar “insustentável viver na cidade – onde até os turistas se estorvam uns aos outros”.

“As infraestruturas estão a ficar saturadas e as multidões acumulam-se nos principais pontos de atração turística. Em cidades como Barcelona, Veneza, Amesterdão e Dubrovnik e Maiorca já existem ‘tensões’ entre os habitantes locais e os turistas”, refere o Telegraph.

Uma jornalista citada no texto diz que “por causa do barulho e do lixo os habitantes locais em Lisboa estão a ficar cada vez mais fartos”.

Refere ainda situações de “contratos de arrendamento que foram cancelados, pelos senhorios, para que as casas fossem colocadas em plataformas de alojamento local, como o Airbnb”.

Como alternativa a Lisboa ou ao Porto, o jornal sugere aos turistas cinco locais normalmente “subestimados” também em território nacional:

OLHÃO, que “conseguiu manter-se à margem do excesso de construção que uma grande parte do Algarve sofreu”;

Alentejo, um local de “tranquilidade rural” que não deixa de ter pontos de interesse cultural (Vila Viçosa é um exemplo);

Comporta, que “para quem ouviu histórias sobre como era Ibiza nos anos 70, a Comporta tem o mesmo tipo de experiência”;

Coimbra, pelos edifícios históricos (incluindo a universidade) e a comunidade estudantil;

Serra da Estrela, com a riqueza da fauna e flora local e o facto de estar longe dos centros turísticos habituais.

Facebook Comments

Comentários no Facebook