Médico receita para bebé dosagem de adulto além de antibiótico desnecessário

Médico receita para bebé dosagem de adulto além de antibiótico desnecessário

797
PARTILHE
Receosa da saúde do seu bebé, Tânia Romão dirigiu-se às Urgências da Pediatria do Hospital de Faro à noite e após uma longa espera, confirmou as suas suspeitas (Foto D.R.)

Não bastava ter receitado uma dosagem de adulto e em comprimido para um bebé de oito meses como “não havia necessidade do bebé tomar antibiótico; o médico de Vila Real de Santo António devia estar num dia não pois o medicamento era para adulto” confirmou a pediatra nas Urgências da Pediatria do Hospital de Faro – Centro Hospitalar do Algarve.

A dosagem prescrita passada pelo médico Cayetano Garcia no Serviço de Urgências Básica de Vila Real de Santo António para bebé de oito meses era para adulto e em comprimido (Foto D.R.)

Ainda segundo a mãe do bebé disse ao POSTAL, depois de ter falado com a pediatra, afinal “o menino não tem nada na garganta. Tem é muita expectoração e quando não é logo tratado faz uma bronquiolite [infeção dos bronquíolos que afeta crianças com menos de 2 anos de idade]”.

Afinal “o menino não tem nada na garganta. Tem é muita expectoração e quando não é logo tratado faz uma bronquiolite”, disse a pediatra à mãe (Foto D.R.)

Conforme se pode ver pelo fac-símile que o POSTAL teve acesso da nova prescrição da pediatra, esta nada tem a ver com a receitada umas horas antes pelo médico Cayetano Garcia do Serviço de Urgências Básica (SUB) de Vila Real de Santo António.

Receosa da saúde do seu bebé, Tânia António dirigiu-se às Urgências da Pediatria do Hospital de Faro à noite e após uma longa espera, confirmou as suas suspeitas: “além do engano da dosagem, a primeira prescrição médica estava errada”.

“Ficou claro que o meu bebé não tinha nada na garganta e que não necessitava de antibiótico, após a pediatra ter examinado a garganta, barriga e oscultado os pulmões” referiu a mãe ao POSTAL.

Após mais de oito horas de espera…

Ontem domingo, pelas 14:20, a mãe preencheu a ficha em Vila Real de Santo António, sendo atendida às 17:26. “Três horas de espera para o meu bebé de oito meses ser atendido em cinco minutos como um bicho, pois [o médico] não viu garganta nem ouvidos e só oscultou as costas para concluir ser da garganta, desconfiada pergunto à farmacêutica da dosagem que garantiu-me ser de adulto” assim denunciou no seu perfil de FB a mãe Tânia António.

À noite, com a Pediatria do Hospital de Faro cheia, esperam mais de 5 horas, chegando de madrugada a casa.

A mãe apresentou hoje uma reclamação no SUB de Vila Real de Santo António (Foto D:R:)

Já hoje de manhã às 10:43, a mãe apresentou uma reclamação no SUB de Vila Real de Santo António.

Com a publicação pública da prescrição passada ontem à tarde, domingo, pelo médico Cayetano Garcia do Serviço de Urgências Básica de Vila Real de Santo António, vários foram os comentários de indignação deixados no mural da mãe, conforme noticiou ontem o POSTAL.

Clique aqui para:

“Médico dos serviços de urgência receita dosagem de adulto para bebé de oito meses”

“Médico das urgências receita apenas Brufen a criança com dedo fracturado”

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook