Carnaval de Moncarapacho celebra 120 anos com alegria, animação e muita música

Carnaval de Moncarapacho celebra 120 anos com alegria, animação e muita música

579
PARTILHE

Entrevista a Manuel Carlos, presidente da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta

Alegria, animação, festa e muita música à mistura. Estes são os ingredientes que vão rechear mais um Carnaval em Moncarapacho.
A promessa é de que vão ser dias repletos de bons momentos, num Carnaval já pautado por uma longa história e identidade.

O Carnaval de Moncarapacho comemora 120 anos de existência. O mais antigo desfile de Carnaval do Algarve sairá à rua nos dias 3 e 5 de Março com 12 carros alegóricos em conjunto com 500 foliões que animarão a vila e as centenas de visitantes que se deslocam a Moncarapacho. Nesta 120ª edição, a organização espera a presença de cerca de 10 mil pessoas por dia.

Segundo Manuel Carlos, presidente da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, “este Carnaval é feito pelas pessoas da terra. Não é um Carnaval comercial, é feito pela população praticamente tudo em voluntariado e isso é que nos distingue de todos os outros carnavais”.

O Carnaval de Moncarapacho começou de forma organizada em 1899 com estudantinas de origem espanhola, que mascaradas percorriam as ruas da aldeia no Domingo Gordo e no Dia de Entrudo. O autarca disse ao POSTAL que “tudo isto começou com um desfile de estudantinas, um pouco parecido com tunas, de inspiração espanhola. A partir daí foi ganhando balanço, culminando com o que temos hoje, que é o orgulho dos moncarapacheses”.

O primeiro carro alegórico surgiu em 1913

Segundo o líder da União de Freguesias da Fuseta e Moncarapacho, “o primeiro carro alegórico surgiu em 1913 e o número não parou de aumentar nos anos seguintes, com a sátira ou a representação da realidade nacional e internacional sempre presentes como, por exemplo, quando em 1923- um ano após a travessia aérea entre Lisboa e o Rio de Janeiro – desfilou um carro alegórico representando um avião, simbolizando o glorioso feito”.

Este ano vão participar no Carnaval cerca de dez grupos de dança que actuarão no recinto. O Carnaval irá envolver não só a freguesia mas também muitas pessoas, clubes à volta da freguesia, que se associaram a esta época festiva. No desfile vão participar cerca de 600 pessoas.

Segundo a entidade organizadora, “no desfile deste ano não irá faltar um carro a simbolizar os 120 anos do Carnaval de Moncarapacho, num desfile que nos levará desde a antiga civilização romana e índia até ao mundo imaginário dos hobitts, passando pelos países da moderna comunidade europeia. Pelo meio iremos encontrar figuras míticas do lendário universo infantil, como a Cinderela, o Capuchinho Vermelho e a Branca de Neve e os 7 Anões, entre outros. Tal como nos últimos anos, em que a União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta reforçou a aposta no evento, também irá desfilar um grupo externo de animação tendo o mar como referência e com “Pop’Arts referentes aos 120 anos do Carnaval”.

Todos os carros alegóricos serão revestidos com pequenas flores de papel, uma marca que simboliza o Carnaval de Moncarapacho e caracteriza a tão conhecida “Batalha das Flores”. Segundo a União de Freguesias, “estas flores são executadas pela população local, num envolvimento que se estende também na construção dos carros, conferindo ao evento um significado popular e pleno de autenticidade”.

Com entrada livre, o desfile tem início às 15 e termina às 18 horas. O percurso vai realizar-se entre a Praça João Xavier de Castanheda e a Rua Prior Simas (rua do correio), num circuito que compreenderá cerca de 700 metros lineares.

O Carnaval de Moncarapacho é organizado pela União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, com o apoio da Câmara Municipal de Olhão, da Fesnima e da população local.

Segundo o líder da junta de freguesia, “o Carnaval está no sangue dos moncarapchenses. As pessoas vivem o Carnaval e quando chega esta altura arregaçam as mangas e
trabalham todas em prol desta época festiva”.

Para além dos dois dias de Carnaval contemplados no calendário existe ainda uma actividade que complementa as festividades: O Carnaval de Verão.
No Carnaval de Verão, que se realiza em Agosto, “aproveitamos os carros, os grupos e fazemos um desfile. Este evento tem cerca de cinco, seis anos. Começou com uma brincadeira associada ao Carnaval, mas tem vindo a ganhar uma adesão cada vez mais forte. É uma actividade diferente, onde aproveitamos os carros, as roupas, e num ambiente de mais calor damos continuidade às festividades do Carnaval”, sublinhou ainda o autarca.

Bailes marcam o Carnaval de Moncarapacho

Os bailes de Carnaval são também um momento bastante marcante do Carnaval de Moncarapacho.

Manuel Carlos disse ao POSTAL que “este ano, à semelhança do ano anterior, também temos os bailes de Carnaval, numa parceria com a Casa do Povo de Moncarapacho”. Segundo a União de Freguesias, “vamos promover dois ‘bailes à antiga’, com Domingos Caetano & Índios, revivendo com o líder e vocalista dos Íris, os famosos bailes que se faziam na casa do povo há cerca de 20 anos, os tão conhecidos bailes de Carnaval dos anos 80 e 90, protagonizados pela famosa banda algarvia”.

Vão ainda realizar-se mais três bailes de Carnaval na Casa do Povo de Moncarapacho. No dia 2 a animação está a cargo do grupo Duo Reflexo, no dia 4 do dueto Tons de Baile e no dia 5 do grupo musical Bailasons. Os bailes têm início às 21:45 e terminam às 2 horas.

Segundo o dirigente da junta, “o Carnaval é um evento muito importante para a terra, pois toda a gente participa, desde as crianças até aos mais idosos. As actividades têm início na sexta-feira, com um desfile de Carnaval infantil das escolas. Temos também os dois desfiles no domingo e na terça. O Carnaval dá uma dinâmica muito grande à freguesia, porque a comunidade está toda envolvida, desde os netos até aos avós”.

Sublinhou ainda que “este ano como o Carnaval é um mês mais tarde, o tempo estará melhor, e proporcionará um ambiente bastante agradável para a celebração do Carnaval” e “segundo o feedback do ano anterior, dos responsáveis dos estabelecimentos hoteleiros da região o balanço geral foi bastante positivo”.

Por fim, o presidente da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta deixou um repto à população, “quero convidar as pessoas a vir cá, porque isto é muito engraçado. De certeza que não darão como mal empregue o tempo que aqui passarem”.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook