Degolou a mãe e regou-a com ácido porque o diabo mandou matá-la

Degolou a mãe e regou-a com ácido porque o diabo mandou matá-la

864
PARTILHE
Louis encontra-se em regime de internamento preventivo no Hospital Prisional S. João de Deus (Foto arquivo: D.R.)

Um homem de nacionalidade inglesa é suspeito de ter degolado a mãe e de a ter regado com ácido na vivenda onde ambos viviam, em Lagoa, no passado dia 4 de Agosto de 2018.

Acerca das razões que o levaram a cometer o crime, Louis disse à Polícia Judiciária, que a mãe lhe andava a dar drogas e que o diabo tinha-o mandado matar. No que toca ao uso do ácido, o filho da vítima refere que foram agentes da CIA que lhe deram ordens para o fazer.

“Louis Yates encontra-se em regime de internamento preventivo no Hospital Prisional S. João de Deus, sendo considerado inimputável pelo próprio Ministério Público. No dia do crime, o arguido começou por agredir a mãe a murro e pontapé, atingindo-a na cabeça, face, peito, pernas e braços, no quarto. Depois, com facas de cozinha e um serrote, desferiu-lhe golpes no pescoço, no queixo e numa mão. Também lhe introduziu beatas de cigarro na vagina e numa narina. Em seguida arrastou-a para o exterior da casa, onde foi encontrada por vizinhos”, segundo avança o Correio da Manhã.

De acordo com a acusação, o arguido Louis Yates “padecia, à data, de psicose esquizofrénica paranoide, bem como de perturbação mental e do comportamento, secundária ao consumo de estupefacientes”.

Segundo o Ministério Público, a morte de Christine teve origem “nas lesões cervicais esquerdas, que causaram exsanguinação”. O MP sustenta que Louis “atuou com o propósito de, fazendo uso de meios violentos e insidiosos, retirar a vida à mãe, o que logrou concretizar”.

Desta forma, o homem inglês de 30 anos vai ser julgado, no Tribunal de Portimão, pelo homicídio qualificado da mãe, Christine Yates, de 68.

(Eunice Silva / Cristina Mendonça)

Facebook Comments

Comentários no Facebook